Mendonça está de pontaria afinada no Fermentelos e quer voltar a ser o rei dos goleadores da 1.ª Divisão

Foi o melhor marcador da 1.ª Divisão Distrital na época passada e quer repetir o feito em 2018/2019. Diogo Mendonça tem sido decisivo na recuperação do Fermentelos e, no mais recente jogo do campeonato, diante da ACRD Mosteirô, apontou o golo da vitória (1-0). O ponta de lança vive um bom momento, já que marcou seis golos nas últimas seis jornadas, cinco deles decisivos para a formação da Pateira poder somar triunfos.

Aos 27 anos, Diogo Mendonça admite estar numa das melhores fases da carreira, depois de uma lesão grave sofrida há duas épocas. Na altura, partiu a tíbia e o perónio, e o processo de recuperação foi doloroso. Acabou por regressar à competição, sagrou-se melhor marcador na época passada mas, antes do início da presente temporada, voltou à sala de cirurgia para finalizar o tratamento da lesão.

Acabou por se estrear na 2.ª jornada da atual edição da 1.ª Divisão Distrital. “Foi praticamente sem parar depois da última época terminar. A cirurgia ocorreu antes da pré-época, mas ainda tive tempo de recuperar para as primeiras jornadas do campeonato. Não quis perder tempo. Comecei um pouco debilitado, mas sinto-me cada vez melhor”, sublinha.

O avançado sente-se “orgulhoso pela performance dos últimos dois meses”, já que deu a vitória ao Fermentelos em cinco dos últimos seis jogos, mas defende que a prestação da equipa tem sido o garante para a bola entrar nas balizas adversárias.

“Tenho a sensação do dever cumprido. O clube confia em mim para fazer golos, mas a equipa também me proporciona isso. Estamos num bom momento, conseguindo impor no nosso futebol e com muito pragmatismo na hora de atacar a baliza adversária”, refere, admitindo que continua de olhos postos no topo da lista dos melhores marcadores, que é liderada por Óscar, do S. Vicente de Pereira, com 17 golos.

“Como é óbvio, gostaria de voltar a ser o melhor marcador do campeonato, mas estou mais focado nos objetivos coletivos. Queremos andar na luta pela subida, porque sentimos que temos qualidade para isso”, assume o jogador, que conta com um registo de 13 golos no campeonato.

Mendonça defende que, “pelo que tem feito nos últimos anos, o lugar do Fermentelos é numa divisão superior”, e considera que “o Campeonato SABSEG seria muito mais interessante” para o clube. “Além de jogar bom futebol, somos uma equipa que dá tudo em campo”, prossegue, confessando que “estar no Fermentelos é como estar em casa”.

“É mesmo uma família. Os jogadores novos também vão percebendo que é bom estar no clube. Somos bem tratados, não nos faltam com nada. Por isso é que a nossa melhor resposta tem de ser dada dentro de campo”, conclui.

21 de Fevereiro de 2019
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas