"O mérito é todo dos jogadores" no regresso do Oliveira do Bairro ao Campeonato Safina

Apenas uma época após ter caído ao segundo escalão de Aveiro, o Oliveira do Bairro está de regresso ao Campeonato Safina. Os Falcões do Cértima voaram sempre mais alto na 1.ª Divisão, razão pela qual celebraram a subida de divisão quando ainda faltam disputar sete jornadas para o final. Agora, o objetivo é “ser campeão, e sem derrotas”, assume Tó Miguel, um treinador orgulhoso do trabalho dos seus jogadores.

Depois de um ano desanimador, que culminou com a queda ao segundo escalão aveirense, “a principal dificuldade passava por transformar isso numa mentalidade vencedora”, algo que foi conseguido com distinção. “Nisso, como em tudo o resto, o mérito é dos jogadores”, que “não tiveram problemas em assumir que, nesta divisão, eles próprios também tinham de ser os melhores”. Afinal, “ninguém dá uma subida como garantida, independentemente do seu historial”, acrescenta Tó Miguel, para quem a promoção ao Campeonato Safina “foi mais difícil do que possa fazer parecer”.

Essa aparência de relativa facilidade fica expressa nos números que a equipa tem até ao momento na competição. É o melhor ataque, a defesa menos batida e a única que ainda não perdeu, um registo que o técnico espera manter até ao final da temporada. “Não vai ser fácil, porque o apetite pela vitória contra o Oliveira do Bairro é maior por parte das outras equipas”, explica Tó Miguel.

Os festejos, esses, “não foram muito efusivos”, em muito devido à subida ter sido garantida no sofá, após uma conjugação de resultados em que entra, também, a vitória no sábado, diante do Milheiroense. “Não foi mais do que um jantar mais alegre”, conta, entre sorrisos, o jovem técnico, de 39 anos.

Fotografia
Jornal da Bairrada

24 de Abril de 2018
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas