Antevisão e análise do Campeonato SABSEG por Sérgio Oliveira

A jornada
A quinta jornada do Campeonato SABSEG foi a que teve mais golos (26) desde o início da temporada. As vitórias de São João de Ver, União de Lamas e Esmoriz em muito contribuíram para esta produtividade, atendendo ao facto de nestes três encontros se terem registado 17 golos. Surpreendente, apenas, o resultado do União de Lamas frente ao Avanca. Isto porque, apesar do favoritismo dos ‘lamacenses’, seria de esperar um resultado mais nivelado face ao momento positivo da equipa de Cajó.

As vitórias da Ovarense e do Oliveira do Bairro (este último somou o primeiro triunfo) têm uma notoriedade diferente se olharmos para o grau de dificuldade das deslocações. Jogar em Carregosa e em Castelo de Paiva, independentemente do momento de forma das equipas locais, nunca será fácil para ninguém.

Nos restantes encontros, realce para os primeiros pontos do Bustelo. Primeiro, referente à 5.ª jornada, na visita ao Fiães, que culminou num empate. Segundo, na receção ao Estarreja, em jogo de acerto do calendário, o qual consumou a primeira vitória dos comandados de Miguel Oliveira que, desta forma, e em minha opinião, encerram um ciclo infernal de jogos de grau de dificuldade muito elevado. No lote de equipas que lutarão pela manutenção, nova derrota do Canedo, agora na visita ao Alba, tornando-se, a par com o Paivense, na única equipa que ainda não venceu no campeonato. Ambos ocupam, conjuntamente, o último lugar da tabela classificativa.

O destaque
É difícil, esta semana, não destacar o feito da equipa do Cesarense. E não se prende (apenas) pelo facto de ter ganho ao fortíssimo São João de Ver. Foram seis pontos conquistados num intervalo de três dias. E se, para um candidato à subida, esta sequência de resultados deve ser um processo absolutamente normal, o mesmo não se pode exigir à equipa do concelho de Oliveira de Azeméis que, como se sabe, teve alguma dificuldade em formar o plantel no início da época.

No entanto, e tal como referi na primeira antevisão, Nelson Pinho poderá, aqui e acolá, fazer-se valer do protocolo de cooperação que existe com a Oliveirense, da 2.ª Liga. Agora que ascendeu ao sexto lugar, o tamanho da ambição do Cesarense só poderá ser medido da seguinte forma: a quantidade de vezes que incluam os serviços de Oliveira e companhia.

É igualmente difícil, mas por razões contrárias, não destacar o Paivense. Cinco jogos, zero vitórias. Quatro golos marcados, nenhum no Municipal da Boavista. Nesta jornada, a jogar em casa, poderia ter dado uma sacudidela na crise. Porém, acabou por ser o Paivense a 'vítima' perfeita para o Oliveira do Bairro. O mister António Correia saberá, melhor do que ninguém, como contornar este cenário menos favorável e, à semelhança da época anterior, tenho plena convicção de um Paivense mais forte num futuro próximo.

A antevisão
Com o Avanca no quinto lugar, a dois pontos da vice-liderança, a receber um São João de Ver com o orgulho ferido, este duelo tem tudo para ser o jogo da jornada! É que, além da primeira derrota, os ‘malapeiros’ perderam a oportunidade de se juntarem à Ovarense na liderança da prova. Porém, do outro lado, estará uma equipa que em casa só sabe vencer. Ninguém fica chateado se for um grande jogo!

O encontro entre Cesarense e Fiães também ajudará a perceber se a formação da casa pretende apenas navegar em águas tranquilas ou se quererá intrometer-se nos lugares cimeiros. Outro jogo interessante de seguir será o duelo que opõe o 7.º e o 8.º classificado. Separados por apenas um ponto, Esmoriz e Alba medem forças na Barrinha, onde a permanência no top 8 estará em discussão. Uma palavra ainda para a receção do Canedo ao Carregosense, em que a equipa da casa terá uma soberana oportunidade para ganhar pela primeira vez, antes de ingressar num ciclo de jogos infernais contra os candidatos.

11 de Outubro de 2019
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas