"Não escondemos que somos candidatos"

Tristezas não pagam dívidas. É com isso em mente que a Ovarense, recentemente despromovida à 1.ª Divisão Distrital de Aveiro, encara a época que se avizinha, na qual o objetivo “é a subida de divisão”, tal como o assume o treinador, Artur Marques. O plano, desenhado há duas épocas, de voltar aos campeonatos nacionais em quatro temporadas continua de pé.

A queda do Campeonato Safina “foi um revés no projeto”, admite o técnico, mas o desejo de, “daqui a dois anos, o clube dar os dois passos em frente tão ambicionados” mantém-se. Com o plantel “praticamente fechado”, Artur Marques elogia a escolha criteriosa dos atletas que o compõem, feita “com base naquilo que pretendemos para a próxima época”. Pedro Oliveira (ex-Estarreja), Pirata (ex-Lusitânia de Lourosa), Horácio (ex-Avanca) e Tiago Marques (ex-Furadouro) reforçam o ataque dos vareiros, que continuam a contar com os préstimos de Diogo Pereira, Parreira, Samuel Biscaia, Pablo, Nuno Crujeira, Jota, Barroqueiro, Cocas, Flecha, Wellington, Felix, Miguel Silva, Tigas, Camião, Jonas, Dani, Pereira, Moreira e Lírio.

“Não escondemos que somos candidatos”, atira Artur Marques, mesmo que o campeonato da 1.ª Divisão Distrital de Aveiro seja “muito difícil e competitivo”. Caso o objetivo se concretize, “e se a base se mantiver” na época seguinte, o técnico, de 43 anos, acredita que o regresso aos campeonatos nacionais acontecerá dentro do prazo delineado pelo clube. “Temos dois anos para o conseguir”, remata.

Fotografia
Ovarense Futebol

10 de Julho de 2018
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas