Linha Final: Grupo forte volta a servir de base à AR Aguinense para atacar a nova época

Quando a 2.ª Divisão Distrital foi interrompida, em meados de março, devido à evolução da pandemia da Covid-19 no nosso país, a AR Aguinense não tinha grandes expetativas quanto à possibilidade de ser promovida à 1.ª Divisão. No entanto, e apesar do 5.º lugar que ocupava na zona sul, com a reformulação dos quadros competitivos levada a cabo pela Associação de Futebol de Aveiro ela acabaria por ficar somente a uma vaga de o conseguir. Pedro Moniz, que se mantém como treinador, não vê o caso como uma desilusão e garante que a equipa aprendeu com o que correu menos bem na época passada. O plantel volta a contar com nomes sonantes do distrito, tudo por causa de “um grupo fantástico”.

A oito pontos do 2.º classificado da zona sul, que em condições normais seria o último lugar que valeria a subida de divisão, em Aguim “todos já estariam habituados à ideia de que seria muito difícil” subir quando os campeonatos foram suspensos. “Por isso, acho que nunca chegou a haver desilusão” pela confirmação do cenário, admite Pedro Moniz, mesmo que, com a reconfiguração dos quadros competitivos para a próxima temporada, a AR Aguinense tenha sido a primeira equipa abaixo daquelas que foram promovidas. É que, no clube, “preferíamos que tudo se tivesse passado dentro do campo”, razão pela qual não se tornou doloroso virar a página.

Depois de “um ano zero”, em que o clube recuperou de “uma situação difícil”, Pedro Moniz olha para a nova época com ânimo renovado. Na bagagem leva a experiência da primeira temporada como treinador na 2.ª Divisão Distrital, que lhe permitiu perceber que aquele é um campeonato “mais competitivo do que possa parecer, com muita qualidade, tando individual como coletivamente”. “Houve muitas coisas que não correram como queríamos e essa experiência vai-nos servir a todos”, acrescenta o técnico, que tem o plantel praticamente definido para atacar a temporada 2020/2021.

Grande parte dos jogadores mantêm-se no clube relativamente à época passada, “apesar de alguns terem tido convites de escalões bem superiores”, e há reforços de peso já confirmados, a maioria oriundos dos dois principais campeonatos do distrito. Como os conseguiu a AR Aguinense cativar? “É pelo grupo, que funciona muito bem. As pessoas identificam-se muito umas com as outras e gostam de ali estar. O espírito de grupo é ótimo”, explica Pedro Moniz.

Plantel da AR Aguinense:
Guarda-redes: Chico e Dani;
Defesas: Marcelo, Calim, Rafa, Luís, Marco João, Lebre, Marco Gonçalves (ex-LAAC) e André Barros (ex-UD Mourisquense);
Médios: Zé Miguel, Castro, Batista, João Melo, João Dias, António (ex-Anadia FC, juniores) e André Nogueira (ex-FC Pampilhosa);
Avançados: Coelho, João Pedro Mariz, Marc Mucha, Fábio Parreira, Rui Simões, Zé Reis, Paulito (sem clube), Hugo Silva (ex-SC Fermentelos) e Dani Alves (sem clube).

Campeonato de Esperanças a crescer
Ainda na zona sul da 2.ª Divisão Distrital, a ADC Vila Nova de Monsarros anunciou a continuidade do guarda-redes Diogo Patrício e do lateral Miguel Silva e o AC Famalicão renovou com o avançado Filipe Póvoa. Já ADC Sosense continua a contar com os serviços de Daniel Rosa e Jorge Rato e contratou Joel Quintaneiro ao GD Calvão. Mais a norte, o GD Milheiroense anunciou Filipe Baptista e a AD Santiais renovou com Daniel.

No que toca ao Campeonato SABSEG, a AD Ovarense confirmou as saídas de Samuel Biscaia, Vareiro, Jonas, Gabriel, Mustapha, Samuel Silva e Manaca, sendo que alguns destes nomes já surgiram na Linha Final como reforços de outras equipas. Nuno Ramos está de regresso ao CD Estarreja, enquanto o guardião Rui Filipe e o avançado Ginho renovaram com o SC Paivense.

Diogo Mota e Rui Santana foram anunciados pela JuveForce, que compete na 1.ª Divisão Distrital, enquanto a JD Carregosense e a JA Pessegueirense vão criar uma equipa de Sub-22 para competir na próxima edição do Campeonato de Esperanças. No futebol feminino, Fabiana Sousa vai continuar a vestir a camisola do AC Cucujães.

Passando ao futsal, no Campeonato Grande Hotel de Luso, Cerqueira renovou pelo FC Arouca. Já o Clube de Albergaria, que compete na 2.ª Divisão Distrital, anunciou a continuidade de Rui Portugal, enquanto a equipa de futsal feminino do GD Gafanha vai continuar a contar com Catarina Ribeiro, Sónia Capela e Alexandra Pires.

Fotografia
Associação Recreativa Aguinense

25 de Junho de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas