João Costeira é o MVP do 11 do ano do Campeonato de Esperanças

Os capitães dos clubes participantes no Campeonato Sub-22 elegeram João Costeira, médio do GDR Soutelo, como MVP da competição. No 11 predominam jogadores chamados à seleção de Aveiro que participou na Taça das Regiões, cujo selecionador, Carlos Miragaia, salienta a oportunidade agarrada por atletas que já chamam a atenção de clubes do Campeonato SABSEG.

Na baliza do 11 do Ano está o guarda-redes Jorge Silva, do GDR Soutelo, que apesar do empate nas nomeações com Vasco, da ARD Vilamaiorense, terminou a época com menos golos sofridos, critério que lhe garante o lugar. À sua frente, na linha defensiva, o guardião tem JP (AA Avanca) e João Cardoso (Fiães SC), que ocupam as laterais, com o eixo defensivo a pertencer a Rui Silva, também da AA Avanca, e a Takeshi, mais uma presença fianense na defesa.

No meio-campo surge o MVP do ano, João Costeira, acompanhado por David Dias e Pedro Silva, ambos da AD Taboeira. A frente de ataque está a cargo de Rúben Tavares, do Fiães SC, Tiago Relvas, do CD Loureiro, e Zé Coelho, da AD Taboeira, este último o melhor marcador da competição, com sete golos.

João Costeira, David Dias e Rúben Tavares foram os jogadores com mais nomeações dos capitães, com cinco cada, sendo que o médio do GDR Soutelo ficou com o estatuto de MVP, com quatro votos.

Escolhas refletem opinião do selecionador
Para Carlos Miragaia, selecionador distrital, o 11 do Ano é composto por “miúdos que vão acabar por se afirmar”, salientando que “as escolhas refletem” a sua opinião. O técnico admite que, “no geral, as nomeações estão bem entregues”, mas confessa que poderiam ser feitos alguns ajustes. “A única exceção é o Nuno Ramos, do Soutelo, que até considero que foi o mais valioso do campeonato, mas, infelizmente, abandonou o futebol para jogar futsal. É um jogador que podia até alinhar no Campeonato SABSEG. Além disso, também o Tiago Fonseca, do Soutelo, poderia integrar o 11, porque é um lateral de grande qualidade”, afirma.

Carlos Miragaia salienta que “a equipa é composta por jogadores que têm vindo a evoluir” e elogia a escolha de João Costeira como MVP. “Vai ser aposta do Estarreja na próxima época e só tenho a dizer bem dele, pela grande qualidade de jogo e pelo talento. É mais um exemplo de um jovem que agarrou uma nova oportunidade através do Campeonato Sub-22. Aliás, a maioria deles aproveitou a oportunidade e muitos estão a ser desejados por equipas do Campeonato SABSEG”, sublinha.

O 11 do Ano e a distinção do Jogador do Ano foram definidos a partir das escolhas dos capitães de todas as equipas que participaram na última edição do Campeonato Distrital de Sub-22, que tinham como única regra não poderem escolher atletas da sua própria equipa. As votações podem ser consultadas na galeria em baixo.

30 de Maio de 2020
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas