Antevisão e análise ao Campeonato SABSEG por José Alexandre Silva

A jornada
Numa jornada em que, dos candidatos, apenas o Pampilhosa não conseguiu vencer, empatando, em casa, com o Mansores, a principal referência vai para as recuperações tanto do União de Lamas, que reverteu a desvantagem inicial de 0-1 com o Oliveira do Bairro, como do São João de Ver, que após estar a perder por 2-0 em Alvarenga conseguiu, na meia hora final, virar para 2-3, dando uma demonstração de força e caráter que, apesar da distância para o topo, lhespermite continuar a acreditar.

O único do grupo da frente que ganhou sem dificuldade aparente foi o Bustelo que, ao intervalo, já vencia por dois golos sem resposta em Vista Alegre. Pelo mesmo 0-2 o Beira-Mar venceu no terreno do Macieirense, mas os golos só foram alcançados no derradeiro quarto de hora e o resultado apenas foi desbloqueado de bola parada. Na luta pela manutenção, só o Carregosense logrou um ponto na deslocação ao terreno do Alba.

O destaque
Não há forma de fugir. Pode-se dizer que o investimento é forte e que, no terceiro ano, a obrigação passa pela subida, mas nos outros anos anteriores também existiu sempre quem apostou da mesma maneira e ninguém alcançou o feito que o Beira-Mar conseguiu no último fim de semana. Ao ganhar no reduto do Macieirense, alcançou a décima vitória consecutiva no campeonato, que faz com que com 12 jogos efetuados (tem menos um jogo) tenha a impressionante marca de 34 pontos em 36 possíveis, apenas empatando na Pampilhosa.

Nesta altura o perseguidor mais próximo é o Bustelo com menos seis pontos e mais um jogo e, note-se, é um “outsider” porque esperava-se que a competitividade surgisse mais do União de Lamas e do São João de Ver, com menos oito pontos e mais um jogo. No entanto, desenganem-se os que pensam que tudo está resolvido. Não está. Mas se a equipa de Cajó continuar com esta postura quase irrepreensível, dificilmente a subida lhes fugirá.

A antevisão
A 14.ª jornada, a última de 2018, tem um jogo grande em perspetiva, com a receção do São João de Ver ao Pampilhosa. É o teste certo à subida de forma da equipa de Ricardo Maia que, depois de um início algo titubeante, conseguiu ganhar os últimos três jogos e voltou a estar na luta pelos lugares do topo da tabela. Do Pampilhosa, pela qualidade do plantel, esperava-se também mais. É um jogo em que as duas equipas têm muito a perder caso, passe a redundância, alguma delas perca o jogo.

Depois, será interessante de acompanhar, no sábado, a receção do vice-líder, o Bustelo, ao Alba, pois a formação visitante sente-se mais confortável na posição de outsider e costuma ser um osso duro de roer para os candidatos. Na luta pela manutenção as atenções estão viradas para o confronto entre o Carregosense e o Macieirense. Esperam-se noventa minutos de muita luta em que o que fará a diferença será o detalhe.

21 de Dezembro de 2018
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas