Futsal Azeméis trava Benfica com exibição de luxo

Depois de ter vendido bem cara a derrota diante do Sporting, o Futsal Azeméis voltou a apresentar-se em grande plano e travou o Benfica (3-3), que teve que trabalhar bastante para sair de Oliveira de Azeméis com um ponto. Os comandados de Ricardo Canavarro estiveram sempre em vantagem e só nos minutos finais cederam perante o poder ofensivo dos encarnados, que tiveram em Elisandro a chave de um empate muito suado.

Numa partida bastante equilibrada, foi o Benfica quem começou melhor. Fábio Cecílio, logo no primeiro minuto, perdeu no frente-a-frente com Cristiano que, pouco depois, respondeu com defesa apertada a um remate forte de Chaguinha.

Na resposta, Luís Miguel, pelo lado esquerdo, tentou servir Hélder Ferreira, mas o ala chegou ligeiramente atrasado, falhando por pouco o desvio à boca da baliza.

Bem disputada, a primeira metade jogou-se a ritmo intenso, de parada e resposta, e só faltava o golo, que esteve perto de aparecer pelo pé de Rafael Hemni que, servido por Patias, atirou ao poste. Mais perigoso, o Benfica chegava ao último terço com frequência e, pouco depois, Luís Miguel voltou a estar em evidência, desta feita em ação defensiva, ao negar, em cima da linha de baliza, o golo a Chaguinha, com Cristiano batido.

A ineficácia aumentava o nervosismo encarnado e o Futsal Azeméis soube aproveitar o momento. Rui Ribeiro, a cinco minutos do descanso, acertou com estrondo na barra da baliza encarnada. O potente remate despertou os aveirenses que, a seis segundos do intervalo, chegaram à vantagem, na sequência de uma transição rápida de Israel, superiormente finalizada por Nandinho.

A vantagem mínima motivou os pupilos de Canavarro que, nos primeiros minutos da segunda parte, voltaram a marcar. Bebé ainda evitou um golo de baliza a baliza de Cristiano, com defesa apertada, mas, na sequência do canto, viu Hemni desviar um remate de Emerson Ribeiro, que o traiu e estabeleceu o 2-0.

No melhor período do encontro, o Benfica não tardou a responder e, três minutos volvidos, reduziu por Bruno Coelho, a passe de Chaguinha.

Mas, se o Benfica mostrava não querer perder tempo, o Futsal Azeméis respondia na mesma moeda e, trinta segundos depois, o endiabrado Luís Miguel voltou a colocar o pavilhão em delírio, com uma excelente jogada individual e um remate muito colocado, que devolveu a vantagem de dois golos aos aveirenses.

Atrevido e muito coeso em termos defensivos, o Futsal Azeméis nunca se amedrontou e André Gomes, pouco depois, esteve perto de coroar a estreia com um belo golo, mas o chapéu feito a Bebé encontrou a oposição de Fábio Cecílio, que manteve o jogo em aberto.

Ricardo Cannavarro aplaudia os seus pupilos e Joel Rocha desesperava no banco do Benfica, aparentemente surpreso pela exibição bastante positiva da formação de Oliveira de Azeméis. Exibição, essa, que só não conteve a inspiração de Elisandro, que voltou a demonstrar a preponderância que tem na equipa encarnada. A 07:36’ do final, o pivot brasileiro serviu Rafael Hemni, que reduziu a desvantagem, e no minuto seguinte finalizou uma jogada de insistência de Bruno Coelho, restabelecendo a igualdade, que se manteve até final.

O empate, ainda que positivo, deixa um sentimento amargo ao Futsal Azeméis, a quem a vitória, pelo futsal mostrado, assentava bem.

 

Futsal Azeméis 3
SL Benfica 3

 

Pavilhão Dr. Salvador Machado

Futsal Azeméis: Cristiano, Hélder Ferreira, Bruno Lourenço, Porfírio, João Micael, Rui Ribeiro, Emerson Ribeiro (1), Luís Miguel (1), Israel, Nandinho (1), André Gomes, Gerson.
Treinador: Ricardo Canavarro

SL Benfica: Cristian Barros, Bruno Coelho (1), Chaguinha, Fábio Cecílio, Fernando Wilhelm, Rafael Hemni (1), Patias, Gonçalo Alves, Ré, Mários Freitas, Elisandro (1), Bebé.
Treinador: Joel Rocha

Ao intervalo: 1-0
Amarelos: Patias; (7), Rafael Hemni (18), Elisandro (19), Emerson (22), Israel (28).

 

Fotografia
Futsal Azeméis

7 de Janeiro de 2017
Pedro Fernandes
pedrofernandes@afatv.pt
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas