Décio foi homenageado pelo clube adversário

O desporto terá sempre espaço para histórias bonitas, e Aveiro continua a ser palco de momentos que ficarão para a posterioridade, pela sua simplicidade e simbolismo. Pelo menos, será assim que Décio Mortágua, hoje no Branca Activa, se irá recordar da homenagem que lhe foi prestada pelo seu antigo clube, o Angeja, antes do duelo entre as duas equipas, no passado sábado, a contar para a 2.ª Divisão Distrital.

Aos 33 anos, o jogador admite ter sentido “uma surpresa muito grande” quando, nos momentos que antecederam o arranque do desafio referente à 10.ª jornada do campeonato, foi alvo de uma homenagem por parte do seu antigo clube. Décio cumpre a 15.ª época da carreira, sendo que onze delas foram passadas com a camisola do Angeja. “Desses anos guardo, principalmente, bons amigos e bons momentos. É um clube com muitas dificuldades, mas que conseguiu sobreviver a elas, sempre com grande companheirismo, principalmente entre atletas”, explica, ele que não imaginava ser alvo de um tributo no regresso ao Polidesportivo de Angeja.

Tudo porque “já tinha sido conversado que iria deixar o clube há algum tempo”, e quando isso aconteceu, a ideia se “fazer uma brincadeira” para marcar o momento, proposta pelo clube, não se concretizou. “Já tinha passado algum tempo, e até por isso fiquei muito surpreendido”, completa, ele que até acabou por não jogar no último sábado. “Estava a recuperar de lesão. Fui convocado, mas sabia que só iria jogar se o jogo estivesse muito fácil”, conta.

O duelo foi rasgadinho, e terminou com um triunfo suado do Branca Activa, por 4-3. Marco Leandro adiantou os forasteiros, tendo os locais empatado ainda na primeira metade. No reatamento, Marco Leandro bisou, tal como Xavier, ele que selou o triunfo dos verde e brancos já perto do fim, após o Angeja ter recuperado de nova desvantagem.

Foram mais três pontos para o Branca Activa, que corre para “fazer melhor do que no ano passado”. Para lá dos resultados, Décio elogia a “estrutura muito forte, com muita gente a ajudar, e as condições muito boas” que o clube da sua terra, que “está a crescer”, consegue oferecer.

Travassô aproveita novo deslize do Atómicos
No topo da tabela, o Atómicos somou, diante do CRECUS (2-2), o segundo empate consecutivo no campeonato. Cêpo e Dany marcaram para o líder, que desperdiçou duas vantagens no marcador.

O Travassô aproveitou para se aproximar do primeiro lugar, após ter vencido em Alquerubim, por 3-1. Os golos surgiram apenas na segunda parte, por Erineu Landim, João Pedro e Fred, tendo a equipa da casa reduzido perto do fim.

Quanto ao Cucujães, perdeu na casa do Always Young (4-3) e fechou uma série de seis jogos sempre a ganhar. Gazela (Cucujães) esteve em evidência, ao completar um 'hattrick'. Já o Barcouço, que ganhava há cinco jornadas consecutivas, foi derrotado, em Castelo de Paiva, pelo Casal (5-1). Quem também venceu foi o Gafanha do Carmo, que levou de vencida o Gião, por 7-2. A fechar, realce para os triunfos de Fiães e Telhadela, diante de Clube Albergaria (6-4) e Lamas Futsal (6-3), respetivamente.

Fotografia
Branca Activa Sport Clube

29 de Novembro de 2017
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas