"Hat-trick" supersónico de Yann deu o terceiro triunfo consecutivo à Geração RD

Foi sob a batuta de Yann Lopes que a Geração RD assegurou o terceiro triunfo consecutivo na 1.ª Divisão Distrital de Aveiro. O avançado, que até começou o jogo diante do Carqueijo no banco, entrou a todo o gás, apontou um ‘hat-trick’ supersónico, e segurou três pontos importantes para a formação de Travanca, que assim manteve o trilho das vitórias e se afastou ainda mais dos lugares de perigo da classificação. 

“Neste momento, e tendo em conta a nossa situação na tabela, todos os pontos são importantes. A vitória contra o Carqueijo (4-1) foi muito importante, mas só valerá a pena se, no próximo domingo, ganharmos novamente, num jogo também muito importante, contra o Milheiroense”, alerta Yann, que lembra que “o trabalho ainda não está feito”, já que a classificação final pode ficar condicionada pelo que vier “a acontecer com as equipas aveirenses no Campeonato de Portugal”. 

Ainda assim, o atleta não esconde o orgulho pelo feito inédito na carreira, depois de saltar do banco ao intervalo e apontar três golos em pouco menos de meia-hora. “Nunca o tinha feito antes. Já tinha marcado alguns 'hat-trick' ao longo da formação, no Feirense, mas, se não estou em erro, nunca o tinha conseguido enquanto sénior. Em tão pouco tempo, então, foi o primeiro de certeza”, diz-nos, garantindo que trabalha sempre “com o intuito de dar o melhor para ajudar a equipa”.

“Comprometi-me a dar o meu melhor, e quando entro não penso no número de golos que vou fazer, mas sim em dar o máximo para ajudar a equipa. Sou ponta de lança, obviamente que fazer golos é um dos objetivos, e neste jogo consegui-o. Acima de tudo está a equipa, mas a parte individual também é importante. Fiquei muito feliz, claro”, reforça, satisfeito por poder passar uma mensagem aos jovens que orienta, uma vez que acumula a função de jogador com a de treinador dos iniciados B do clube: “Sendo titular ou suplente, se remarmos todos para o mesmo lado os objetivos individuais e coletivos acabam por surgir. Consegui fazer um dois em um”.

Um momento para mais tarde recordar, ao qual se segue uma luta intensa, alavancada pelo bom momento recente da equipa. “Quando uma equipa está na mó de cima, com vitórias, tem sempre mais confiança. Confiamos mais nas nossas capacidades individuais e coletivas, e isso traz-nos um elã muito positivo para o que temos que enfrentar”, aponta o avançado, que se mostra confiante para o que ainda falta jogar: “Se mantivermos este estilo de jogo e esta qualidade, temos qualidade para acabar o campeonato entre os sete ou oito primeiros lugares, porque a distância para as equipas que os ocupam não é muito grande”. 

Para já, porém, “o grande objetivo é a manutenção”, que Yann acredita poder ser alcançada “o mais rapidamente possível”. “Queremos garanti-la assim que possível para, quando tivermos que enfrentar as equipas candidatas à subida, podermos estar mais tranquilos e, assim, praticar um futebol agradável”, conclui.

Fotografia
Direitos Reservados

13 de Abril de 2018
Pedro Fernandes
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas