Tiago Fontes: “Sinto saudades do futebol e de correr à vontade”

Está confinado em casa devido à cerca sanitária no concelho de Ovar e admite que sente falta do futebol. Tiago Fontes, avançado do Cruzeiro de Silvalde, da 2.ª Divisão do futebol popular de Espinho, tem “noção do perigo que representa andar na rua” e aproveita o distanciamento social para evitar “ficar com uns quilos a mais”.

O atleta está em casa desde o dia 20 de março e assegura que a “nova rotina é quase sempre a mesma”. “Entretenho-me a ver filmes e séries e tenho feito um pouco de exercício. Vou ter de ficar em casa até ao dia 17 de abril, devido à cerca sanitária, que foi prolongada. Por isso, não posso parar e faço um treino de 45 minutos por dia. Se não o fizer, fico posso ficar com uns quilos a mais quando tudo voltar à normalidade”, admite.

O jogador diz-se satisfeito por vislumbrar uma mudança de atitude na população relativamente ao confinamento, ele que vive em Esmoriz. “Agora, as pessoas já têm mais noção do perigo que representa andar na rua. Quando tenho de sair para comprar alguns bens essenciais noto que, pelo menos na minha zona, anda mesmo pouca gente na rua, o que é muito diferente da vida normal”, explica, assumindo que sente “saudades do futebol e de correr à vontade”. “Os treinos e o convívio com os colegas fazem muita falta”, confessa.

Tiago Fontes alerta ainda que “deve continuar a haver uma boa atitude comunitária e global” na luta contra a pandemia de Covid-19. “As pessoas têm de se manter dentro de casa, porque temos de pensar em todos e não apenas em nós. É preciso proteger quem tem uma saúde mais débil”, conclui.

Fotografia
Direitos Reservados

9 de Abril de 2020
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas