Surpresas e muita emoção nos oitavos de final da Taça de Aveiro

Quatro jogos decididos nos penáltis, três equipas da 1.ª Divisão e uma da 2.ª Divisão apuradas e duas vitórias “gordas” em duelos entre primodivisionários marcaram os oitavos de final da Taça Distrito de Aveiro, Prof. José Valente Pinho Leão, que confirmaram que, nesta prova, o estatuto de favorito é algo de muito relativo.

No jogo que abriu a ronda, a Ovarense levou de vencida o Bustelo por 3-0, um resultado que começou a ser construído por Tigas, nos minutos iniciais da partida. A diferença acabaria por ser ampliada pelo brasileiro Luccas Marques e por Fábio Novo.

Noutro duelo entre equipas que competem no Campeonato SABSEG, o Canedo, graças a um arranque de jogo demolidor, derrotou o Pampilhosa por 4-1. Um autogolo de Rola abriu caminho ao triunfo dos ‘canarinhos’, que viram Paulo Sá e Esnaider, este último por duas vezes, darem outro volume ao resultado. Pelos ‘ferroviários’ reduziu Lima.

O quadro de encontros entre primodivisionários ficou completo com o Avanca-Cesarense, que sorriu ao emblema de Oliveira de Azeméis nas grandes penalidades, após o 2-2 no final do tempo regulamentar. Fostino, aos 9 minutos, adiantou o emblema de Cesar, que viu Luís Pinto, de penálti, e Mika darem a volta ao resultado ainda na primeira parte. A abrir a etapa complementar, José Sacramento, também de grande penalidade, repôs a igualdade, que haveria de perdurar até final. Na decisão por penáltis, o Cesarense venceu por 7-6.

O mesmo destino teve o Alba, do Campeonato SABSEG, que teve de suar para afastar o Arrifanense, da 1.ª Divisão Distrital. O jogo terminou com 1-1 no marcador, marcaram Fábio para os de Albergaria-a-Velha e Chiquinho para os de Arrifana. Nas grandes penalidades, o Alba foi mais eficaz, vencendo por 5-4.

Uma das principais surpresas da 4.ª eliminatória aconteceu em Ponte de Vagos, onde a JuveForce, que milita na 2.ª Divisão Distrital, derrotou o Paivense, do Campeonato SABSEG, por 2-0. João Ramos e Filipe Simões, a abrir e a fechar a segunda parte, respetivamente, construíram o resultado favorável à equipa comandada por António Luís. Igualmente admirável foi a vitória do Calvão, da 1.ª Divisão, na casa do primodivisionário Estarreja, por 2-1.

Os restantes dois jogos colocaram frente a frente equipas da 1.ª Divisão Distrital e foram ambos decididos no desempate por grandes penalidades. Em Paços de Brandão, os locais ainda se adiantaram no marcador, mas Katchana igualou pelos visitantes, na segunda parte. Nos penáltis, o Mourisquense venceu por 4-3, beneficiando de duas defesas do seu guarda-redes, Eduardo Campos.

Já o Vista Alegre afastou o Mansores da prova, superiorizando-se nas grandes penalidades por 5-3, após o 1-1 registado no final dos 90 minutos. Horácio adiantou o ‘Talé' no marcador, tendo Tucka, de penálti, igualado para os arouquenses.

27 de Janeiro de 2020
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas