Rodrigo dá tudo por tudo no futebol e quem fica a ganhar é o Vista Alegre

No preâmbulo da atual temporada, Rodrigo decidiu que tinha chegado a hora de lutar por outro patamar no futebol. “Coloquei na cabeça que esta será a minha última época caso não apareça algo maior”, assume o avançado, que tem visto o seu esforço ser recompensado com golos. Em oito jornadas já acertou com as redes contrárias por seis vezes, ajudando ao bom arranque do Vista Alegre na 1.ª Divisão Distrital.

No último domingo, o brasileiro, de 24 anos, contribuiu com um ‘bis’ para o triunfo do Talé diante do Arrifanense (4-1). “O jogo não foi fácil, apesar do resultado”, atira. “Houve momentos em que a equipa adversária jogou bem, causou perigo na nossa baliza, mas no final conseguimos trabalhar bem a bola e marcar mais um golo”, acrescenta o atacante, que coloca o “mérito na equipa” quando se lhe pergunta sobre o bom início de época a nível individual.

“Se o meu futebol está a sobressair esta época é devido ao mister aos meus companheiros de equipa”, sublinha Rodrigo, que chegou a Portugal há quatro anos para se juntar a uma academia de futebol. “Assim que tive a oportunidade para vir, os meus pais ajudaram-me para poder correr atrás do meu sonho”, explica o avançado, que antes de chegar a Ílhavo passou por Oliveira do Bairro e Famalicão.

O bom início de temporada do Vista Alegre não faz Rodrigo desviar-se de um discurso cauteloso e, sobretudo, realista. “Temos uma boa equipa, mas ainda não ganhámos nada. Se a subida vier, será consequência do nosso trabalho”, refere o fã de multimédia, que se não tivesse seguido o sonho do futebol ter-se-ia dedicado à criação de jogos virtuais.

7 de Novembro de 2019
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas