Época dourada reforça o estatuto do futebol feminino do CD Feirense

Regra geral, o início de um projeto não traz consigo o sucesso imediato, mas para toda a regra há uma exceção. No que ao futebol feminino de Aveiro diz respeito, o CD Feirense é essa mesma exceção e as provas são as convocatórias de Sabrina Araújo e Leonor Sousa para as Seleções Nacionais de Sub-16 e Sub-15, respetivamente, bem como os cinco títulos conquistados esta temporada, a primeira que decorreu de início ao fim depois da criação da secção.

O projeto iniciou-se há três anos no clube de Santa Maria da Feira, mas foi sofrendo algumas interrupções por culpa da pandemia de Covid-19. Em velocidade de cruzeiro, mas nunca parado, o futebol feminino feirense foi evoluindo de forma sustentada e na retoma pós-pandemia vêm sendo colhidos os frutos de um trabalho contínuo.

“É o culminar de um trabalho de três anos e estes resultados traduzem o esforço e a resiliência das pessoas que aceitaram continuar no projeto. Nos primeiros dois anos não nos foi possível terminar os campeonatos e, agora, temos de agradecer aos que acreditaram e a todos aqueles que fizeram e fazem parte deste projeto”, salienta o coordenador Paulo Lima.

Para o dirigente, a temporada 2021/22 “foi bem-sucedida”, com resultados que “superaram as expectativas”. O registo, de facto, dificilmente podia ser melhor. A equipa de Sub-17 levantou a Taça e a Supertaça de Aveiro, ao passo que as Sub-19 asseguraram as conquistas do Campeonato Distrital, da Taça e da Supertaça de Aveiro. Ao “triplete”, as Sub-19 juntam a garantia da promoção à I Divisão Nacional de futebol de 11 da categoria, bem como o segundo lugar no Campeonato Nacional de Futebol de 9, perdido pela margem mínima para o SCU Torreense.

“Falhámos apenas um dos troféus em Sub-17, mas, de resto, conquistámos os títulos todos a nível distrital e ainda alcançámos a subida à divisão máxima de Sub-19. Penso que não podíamos pedir mais”, destaca Paulo Lima, confiante de que, “com a continuidade do trabalho”, a próxima época trará um CD Feirense “ainda mais forte e sustentado, tendo por base a qualidade das atletas”.

E a qualidade é também comprovada. A guarda-redes Sabrina Araújo tornou-se na primeira atleta do clube a merecer a chamada à Seleção Nacional de Sub-16, seguindo-se a convocatória de Leonor Sousa, que, aos 14 anos, mereceu a confiança da estrutura nacional Sub-15.

Uma aposta clara do CD Feirense, reforçada pela recente certifição com 3 estrelas na formação de futebol feminino pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que faz com que o responsável do projeto já trabalhe para que se atinjam “outros patamares”. “Vamos apostar numa equipa sénior sustentada pela formação. Tendo em conta a subida de divisão das Sub-19, queremos aproximar ainda mais o escalão da equipa sénior, para que possamos ter cada vez mais atletas da formação a integrar o plantel principal”, explica Paulo Lima, que aponta à “manutenção da equipa de Sub-19 na I Divisão Nacional” e à criação de “cinco equipas de futebol de formação: Sub-19, Sub-17, Sub-14, Sub-12 e Sub-11”, contexto que reforçaria o clube como “uma referência a nível nacional”.

29 de Junho de 2022
Final Version
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas