Olho Clínico: A análise de José Alexandre Silva

Depois do arranque da 2.ª fase do Campeonato SABSEG, a AFA TV recrutou um "reforço" bem conhecido: José Alexandre Silva volta a olhar, de forma clínica, para a elite do futebol da Associação de Futebol de Aveiro (AFA), com uma avaliação semanal ao que se joga e ao que acontece para lá do resultado final.

A análise ao arranque do Apuramento de Campeão
No último domingo começou aquela que se espera ser a fase de apuramento de campeão do Campeonato SABSEG mais disputada de sempre. De forma racional e, sobretudo, imparcial, ninguém pode assumir a posição de dar o destaque e o favoritismo, de forma deliberada, a um, ou dois, oponentes. Tem de se olhar, forçosamente, para um escopo maior, alargando, pelo menos, a cinco equipas: União de Lamas, Florgrade, Lobão, Fermentelos e Ovarense.

Naturalmente que depois da primeira jornada concluída é mais fácil colocar a Ovarense no lote ou retirar o Fiães. Mas os factos são os factos, e na minha opinião, a vitória, difícil é certo e em superioridade numérica, dos vareiros sobre os fianenses, foi o resultado mais importante do fim de semana, porque elevou a equipa de Cajó a candidato. O treinador é experiente, o modelo foi sendo trabalhado na primeira fase e com sucesso e tem em Gonçalo Semedo o expoente ofensivo e concretizador.

A próxima jornada
Sabemos, contudo, que no futebol, como na vida, tudo pode mudar numa fração de segundos ou, sendo mais justo, em noventa minutos. E que, numa espécie de dérbi, pela proximidade, a Ovarense pode perder essa aura na deslocação ao terreno do Estarreja, um campo tradicionalmente difícil e que causa sempre dificuldades a quem tem objetivos desportivos maiores.

Mas a vida também vai ser difícil para todos os outros, porque esta fase é assim mesmo. A deslocação do União de Lamas a Fermentelos pode ajudar a dissipar algumas dúvidas sobre a tormenta vivida para os lados da Pateira, com a substituição de Paulo Mendes pelo “miúdo” Diogo Resende. O novo timoneiro do Fermentelos tem a vantagem de conhecer os cantos à casa, os jogadores do plantel e de ter a ambição de mostrar serviço, mas vai defrontar uma equipa construída para subir e que tem em André Aranha e Filipe Melo jogadores de outra dimensão. Este é, para mim, o jogo mais importante de jornada, ainda que será importante perceber o que vai sair do confronto entre a Florgrade, que já viveu momentos muito melhores no início da época, contra o underdog mais cotado e preparado para ser a principal surpresa da competição, o Lobão.

A Fase de Manutenção/Descida
Vale o que vale, mas sabendo-se que à partida ninguém descerá do Campeonato de Portugal, o modelo competitivo da zona de manutenção permite pensar que a Norte haverá pouco espaço para surpresas. Podem acontecer, é certo, porque a bola é redonda e as dinâmicas de vitória podem ser avassaladoras, mas a grande dúvida está na capacidade de superação do Mansores em relação ao Cesarense, se os seis pontos que os separam serão um fosso difícil de superar. No entanto, o São Vicente Pereira já nos mostrou que no futebol não há impossíveis. A primeira jornada pode marcar aqui alguma diferença, com o encontro entre os “corvos” e o Paivense.

A Sul, tudo mais confuso. Muito mais equilibrado, ninguém está afastado, até porque o último classificado, neste caso um par composto por LAAC e Pinheirense, tem 13 pontos e está somente a seis pontos de diferença para o Alba, em terceiro nesta fase. Todos os jogos serão fulcrais para a grande parte das equipas. Esta jornada terá, a exemplo da zona norte, o confronto entre os últimos classificados, que jogam em Pinheiro da Bemposta muito mais do que apenas três pontos.

24 de Fevereiro de 2023
Banner Seaside Promo
Instagram AFA
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Facebook
Notícias Mais Lidas