Manaca já foi “pontapé-canhão” e agora luta para ser campeão pela Ovarense

Tiago Marques reencontrou-se com o futebol e com os golos na Ovarense. O avançado foi figura de destaque na recente vitória dos “vareiros”, ao bisar diante do CR Antes. Formado nas escolas do clube, interrompeu a carreira durante sete anos, devido às lesões, mas, hoje, garante que está pronto a ajudar a equipa a chegar ao título distrital.

O atacante é conhecido no futebol como Manaca, alcunha que ganhou quando se estava a iniciar nos benjamins da Ovarense. “Por acaso, na altura até foi o atual capitão de equipa, o Barroqueiro, e outros amigos que me começaram a chamar Manaca. Penso que o nome é uma mistura do meu sobrenome, Manarte, com canhão, de pontapé-canhão. Eles diziam que eu era o pontapé-canhão, mas hoje já não é assim”, recorda.

O avançado repartiu a sua formação pela Ovarense e pelo Sporting de Espinho, alinhando depois pelo Cucujães, mas viu-se obrigado a interromper a carreira durante sete anos devido às lesões nos joelhos. Contudo, acreditou sempre que poderia regressar ao futebol. “O receio de voltar a jogar era muito, mas a verdade é que continuava com o “bichinho”. Felizmente, o meu regresso acabou por acontecer da melhor forma, porque na época passada marquei muitos golos pelo Furadouro. Sinto-me bem. Não tive qualquer lesão nem tenho sentido qualquer mazela”, revela.

No jogo com o CR Antes (6-0), Manaca apontou dois golos, mas considera que é o espírito de grupo que tem prevalecido nos triunfos, garantindo que a equipa está preparada para todas as exigências da competição. “Entrámos fortes e concentrados naquilo que devíamos fazer para alcançar a vitória. Tornámos as coisas fáceis. A época está a correr-me bem, porque estou a dar seguimento ao trabalho que fiz na época passada no Furadouro, onde marquei muitos golos, mas é o coletivo que tem sobressaído. Tenho a certeza de que vamos manter a nossa ambição, com muita determinação dentro de campo”, sublinha.

O avançado da Ovarense confessa que a equipa está motivada para atingir a meta do título distrital e pronta para dar o corpo ao manifesto nos grandes desafios. “Temos trabalhado, durante a semana e nos jogos, para conquistarmos os nossos objetivos. Somos uma equipa que não se esconde, que cada vez assume mais o jogo, e queremos conquistar o título distrital. Sei que a equipa está motivada. No fim fazemos as contas”, conclui.

Fotografia
Direitos Reservados

14 de Fevereiro de 2019
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas