Álvaro quer ajudar com golos a "levar o Cucujães para onde merece estar"

Álvaro Calixto até se define como “um jogador mais de trabalho, de luta e de ganhar bolas no jogo aéreo”, mas, esta época, tem revelado uma pontaria assinalável, que faz dele, à 19.ª jornada, o artilheiro do Cucujães na 1.ª Divisão Distrital. Com a equipa no terceiro lugar, o avançado quer “fazer uma segunda volta melhor do que a primeira”, com o Campeonato SABSEG sob ponto de mira.

O mais recente triunfo dos cucujanenses aconteceu na receção ao Famalicão, que, apesar de ser o “lanterna vermelha” da prova, complicou a vida ao Atlético. “Eles estão no último lugar, mas têm brasileiros com qualidade, que criam desequilíbrios. Começámos a perder, mas reagimos bem. Chegámos ao empate e, logo a seguir, fizemos o 2-1. Depois, um jogador deles perdeu a cabeça, foi expulso e o jogo ficou sem grande história”, resume Álvaro.

O avançado acabaria por bisar, com um golo a fechar cada uma das partes, ambos na sequência de lances bem desenhados pelos companheiros de equipa. “Um ponta de lança vive de golos”, assume, ele que já é o melhor marcador do Cucujães, com sete tiros certeiros. “Todos os jogadores querem marcar, fico contente por isso”.

Aos 27 anos, o atacante vive um bom momento em Cucujães, um clube pelo qual se apaixonou e ao qual regressou, a meio da época passada, para ajudar a mantê-lo na 1.ª Divisão Distrital. “Conseguimo-lo. Agora, vamos tentar subir este ano. Vamos até ao fim para tentar levar o clube para onde merece estar”, remata Álvaro, que deixa o guião para o que ainda falta jogar na atual temporada: “Queremos fazer uma segunda volta melhor do que a primeira. Se estivermos em posição de subida…”.

Fotografia
Atlético Clube de Cucujães

7 de Fevereiro de 2019
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas