Linha Final: Uma equipa à imagem do GD São Roque para se manter na 1.ª Divisão Distrital

Foi uma das boas surpresas da última edição da 1.ª Divisão Distrital e, mesmo com um orçamento encolhido pelos efeitos da pandemia de Covid-19, espera conseguir fazer ainda melhor na próxima temporada. O GD São Roque está a construir uma equipa “dentro dos pergaminhos do clube, combativa e com espírito de luta”, garante o seu treinador, Joca, que espera aprimorar a performance num campeonato diferente, ao longo do qual “a margem de erro vai ser curta”.

No preâmbulo da última temporada, o clube do concelho de Oliveira da Azeméis era visto, por muitos, como uma das incógnitas da 1.ª Divisão Distrital. “Éramos os ‘outsiders’, depois de termos subido na secretaria”, lembra Joca, que construiu uma equipa competitiva, capaz de andar pelos lugares do meio da tabela até ao cancelamento da prova. “Fizemos um excelente campeonato. Os jogadores demonstraram uma atitude brutal, fiquei orgulhoso de ter sido o treinador deles”, confessa.

No entanto, em 2020/2021, o paradigma vai alterar-se um pouco. A pandemia do novo coronavírus fez o orçamento encurtar, o que levou à saída de vários atletas, “alguns para clubes melhores, como é normal no futebol”. Para os seus lugares chegam jogadores jovens, alguns oriundos do Campeonato de Esperanças da AFA, e outros que já tinham passado anteriormente pelo clube. “Vamos à luta com eles sem medo algum. Vamos ser um São Roque combativo e com espírito de luta. Seremos uma equipa agradável de se ver jogar”, acredita o técnico.

“A expetativa é fazer melhor do que no ano passado”, mantendo como meta principal a manutenção na 1.ª Divisão Distrital, salienta Joca, “embora o campeonato vá ser diferente”, dividido em duas zonas, norte e sul. “Como ele vai ter menos equipas, poderá não haver tempo para uma equipa recuperar se, porventura, alguma coisa correr mal, mas vamos estar preparados”, acredita o treinador, que espera continuar a fazer do Complexo Desportivo do Calvário um local de difícil passagem para os adversários. “Isso terá que ver com o psicológico dos jogadores. É verdade que já tivemos equipas que se queixaram do nosso relvado, mas ele é igual para os dois lados, não é por aí. A equipa sente-se bem a jogar em casa, mas fora também fez bons resultados”, remata.

Plantel do GD São Roque:
Guarda-redes: Bairrada e Cardoso;
Defesas: Santos, Paulo, Cassiano, Mário Brandão, Marcelo (ex-UD Fermedo) e Chico (ex-Real Nogueirense);
Médios: Leo, Zé Sousa, Dani, Rui Silva e Tiago Resende (ex-AD Sanjoanense, juniores);
Avançados: Alemão, Diogo Dias, Tiago Relvas (ex-CD Loureiro, Sub-23), Diogo Ferreira (ex-CD Loureiro, Sub-23) e Airton (ex-AC Cucujães)

JD Carregosense com a baliza renovada
Ainda na 1.ª Divisão Distrital, o lateral direito Mateus Souza renovou com a Geração RD, tal como Bruno Leite e Xano com a UD Mourisquense. Já a JuveForce segurou Bernardo para a próxima temporada.

No Campeonato SABSEG, o CF União de Lamas continua bastante ativo no mercado. De uma assentada, anunciou a continuidade do guarda-redes Xavi Ferreira e do avançado Diogo Almeida, aos quais se juntam os reforços João Dias (ex-FC Pampilhosa), Rui Lopes e Luís Moreira (ambos ex-Fiães SC).

A JD Carregosense contratou dois novos guarda-redes, João Borges (ex-Fiães SC) e Cláudio Carvalho (ex-GD São Roque), e renovou com o capitão Brandão. Tiago Andrade mantém-se no plantel da AD Ovarense, Fábio Andrade continuará a defender a baliza do AC Cucujães, que também contratou Nuno Soares, e Pipa foi recrutado pelo SC Esmoriz ao Canedo FC.

Na 2.ª Divisão Distrital, o médio Paulo Balseiro renovou com o FC Bom-Sucesso, enquanto Belinha vai continuar a vestir a camisola da AD Ovarense, no futebol feminino.

Fotografia
Grupo Desportivo São Roque

14 de Julho de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas