Linha Final: Nova era no FC Macieirense não retira ambição na 1.ª Divisão Distrital

A temporada 2020/2021 marca o início de uma nova era no FC Macieirense. Apostado em melhorar as infraestruturas, o clube promoveu uma reformulação profunda no plantel principal, o qual continuará a ser comandado por José Borges. Apesar das muitas mudanças verificadas, está a ser construída “uma equipa competitiva”, que quer “andar pelos lugares cimeiros” da zona norte da 1.ª Divisão Distrital, salienta o treinador.

A continuidade de José Borges no banco do FC Macieirense é muito mais do que uma mera formalidade. Ela demonstra o apoio e a confiança que a direção liderada por Filipe Marques deposita no técnico, de 45 anos, que esteve muito perto de deixar o cargo na época passada. “Quis sair por duas vezes”, lembra o treinador, devido a “vários problemas internos”. “No entanto, tive sempre o apoio total por parte da direção”, garante, a qual lhe fez perceber que “o objetivo seria, entre todos, ajudar o clube, e não bater com a porta”.

Sensível ao argumento, José Borges decidiu ficar, e não esconde que, quando a última época foi dada como concluída, ainda estava “com aspirações” em chegar-se perto dos lugares de promoção, até porque “todas as equipas que subiram ainda tinham de jogar em nossa casa”. “Ainda havia muita coisa a disputar”, desabafa, mas isso ficará para sempre perdido no submundo das incógnitas.

Certo é que o FC Macieirense vai apresentar-se na próxima temporada de cara lavada. “O clube, este ano, optou por melhorar as infraestruturas”, refere José Borges, o que leva a que “a aposta na equipa sénior não seja tão grande como aconteceu, por exemplo, há dois anos”. “É um projeto diferente, mais dentro daquilo que são as minhas ideias”, acrescenta o técnico, que acredita ser possível “fazer uma equipa bastante competitiva para tentar andar nos lugares cimeiros” da tabela classificativa.

Quanto à nova estrutura da 1.ª Divisão Distrital, dividida em duas zonas, norte e sul, o técnico acredita que “o campeonato pode tornar-se mais competitivo, porque haverá muitos mais dérbis”, mas lamenta a redução do número de jogos a disputar, comparativamente ao que era habitual até aqui. “Mas, devido a esta pandemia, temos de nos adaptar àquilo que a Associação acha que é o melhor, dentro daquilo que falou com os clubes. De certeza que será um campeonato bastante equilibrado”, sublinha.

Plantel do FC Macieirense:
Guarda-redes: Kiki, Higuita e Padeiro;
Defesas: Xavi, Moisés, Toninho, Tiago (ex-GD São Roque) e Bernardo (ex-Mosteirô FC);
Médios: Vasco Almeida, Maia (ex-GD São Roque), Joãozinho (ex-Fiães SC), Lúcio (ex-Real Nogueirense), Amorim e Marcelo;
Avançados: João (ex-Real Nogueirense), Steeve, Vaz (ex-CCR Válega) e Tiago Gomes (ex-FC Cesarense, juniores).

ADC Lobão anuncia novo treinador
Promovida à 1.ª Divisão Distrital, a ADC Lobão anunciou a contratação do treinador João Paulo. Já o GD Calvão recrutou Diogo Pinto ao CRAC, enquanto a Geração RD renovou com Gui Sousa e garantiu o concurso de Daniel Familiar, que alinhava pelo Real Nogueirense.

No Campeonato SABSEG, Francisco Vieira renovou pelo SC Esmoriz, tal como Resende pelo CD Paços de Brandão. A São Vicente Pereira chega Neemias, oriundo do SC São João de Ver, e o SC Vista Alegre assegurou o reforço Matheus (ex-AD Nogueirense). Por fim, na 2.ª Divisão Distrital, David Cirne vai continuar a vestir a camisola da AD Santiais na próxima época.

No que toca ao Campeonato Grande Hotel de Luso, o GRC Telhadela mantém no plantel Pedro Marques, enquanto o GD Beira-Ria contratou Fábio Lopes ao GCR Ossela. Quanto ao futebol feminino, Pipa Sousa vai permanecer em Fiães, Telma e Rafaela renovaram com o CD Feirense e a JA Pessegueirense anunciou a criação de uma equipa sénior.

Fotografia
F. C. Macieirense

3 de Junho de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas