Linha Final: AJ Fiães volta a perseguir todos os troféus em disputa na próxima época

Para a AJ Fiães, o calendário competitivo até pode trazer uma nova temporada na calha, mas os objetivos não se alteram relativamente à anterior. “Conquistar os três títulos distritais” em disputa é a meta a que a equipa se propõe, garante o seu treinador, Élio Almeida, que acredita que o conhecimento mais profundo do plantel pode ajudar a uma época positiva.

Correndo o risco de poder soar repetitivo, o técnico não abdica de um discurso ambicioso, tendo em vista a temporada 2020/2021. “Temos o objetivo claro de conquistar todas as competições em que estamos integrados, com respeito por todos os outros, que também têm qualidade e competência”, explica o técnico, de 39 anos, que vai para a segunda época ao leme da equipa.

Se na primeira um arranque “um bocado atípico”, com alguns “golos sofridos perto do fim” nas primeiras jornadas, atrasou a AJ Fiães na corrida pelos lugares cimeiros do Campeonato Grande Hotel de Luso, a ideia é evitar que tal se repita na próxima temporada. Para o conseguir, o técnico fez chegar ao clube, sobretudo, jogadores que já trabalharam consigo no passado, de forma a acelerar o processo de adaptação no seio do plantel. “Creio que vêm dar mais qualidade, mas só na prática é que se constatará se esse critério valeu a pena”, lembra Élio Almeida, que fala num grupo “99% fechado”.

Pela frente, a AJ Fiães terá uma época certamente exigente, marcada por um novo modelo competitivo, desenhado para fazer face aos constrangimentos causados pela conclusão antecipada da temporada 2019/2020, devido à pandemia de Covid-19. Em termos de competitividade, o técnico diz que “o novo formato competitivo, com nove equipas a norte e outras nove a sul, não é de desconsiderar”, e sublinha que “é a dificuldade que nos faz evoluir”.

No entanto, mostra-se mais crítico quanto ao facto de as equipas que se qualificarem para a fase de apuramento do campeão distrital, os três primeiros classificados da zona norte e da zona sul, entrarem nela com metade dos pontos conquistados na fase inicial do campeonato. “É incoerente e demonstra falta de equidade, porque são duas realidades diferentes, sendo que essas equipas não jogaram entre si na primeira fase”, defende. Este será um modelo transitório, com o Campeonato Grande Hotel de Luso a regressar ao seu figurino habitual na temporada 2021/2022.

Plantel da AJ Fiães:
Guarda-redes: Armando Pereira, Bruno Macedo (ex-D. Aves), Rui Ribeiro e Jorge Pereira (ex-Jaca);
Fixo: Tiago Monteiro;
Ala: Fábio Duarte e Carlos Almeida;
Ala/Pivot: Ricardo Ribeiro (ex-Freixieiro) e Eduardo Gonçalves (ex-Arsenal da Maia);
Pivot: João Mesquita e Gabriel Oliveira;
Universal: Marcelo Santos, Ricardo Oliveira e Maric.

Fotografia
Associação Juventude de Fiães

 

6 de Junho de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas