Linha Final: AD Argoncilhe está mais preparado para atacar a 1.ª Divisão

A AD Argoncilhe parte para a nova temporada com uma vantagem relativamente à anterior. Ao contrário do que aconteceu há um ano, em que tudo era novo, até a equipa técnica, o clube do concelho de Santa Maria da Feira foi capaz de segurar grande parte do plantel, que procurará, em primeiro lugar, “garantir a manutenção na 1.ª Divisão Distrital, e só depois pensar noutras coisas”, assume o treinador, Tiago Costa.

Quando tudo é novidade, sobretudo numa equipa de futebol, o mais certo é ser necessário dar tempo a jogadores e equipa técnica para poderem construir um coletivo forte. A direção da AD Argoncilhe tem o mérito de o ter percebido na última temporada, uma vez que, à 14.ª jornada, o clube somava apenas uma vitória, tendo ainda empatado em oito ocasiões.

Apesar do registo modesto, a confiança no trabalho desenvolvido por Tiago Costa não esmoreceu e, com o virar do ano, as vitórias lá começaram a surgir. “O nosso objetivo para a nova época passa por estar mais perto do que fizemos em 2020, em comparação com 2019. Foi na mudança do ano civil que se deu esse passo qualitativo e de melhoria de resultados”, aponta o técnico, que olha para a primeira metade da última temporada como “um período que acabou por ser positivo para a equipa crescer como grupo e ter a noção do que é passar por dificuldades e conseguir dar-lhes a volta”.

A melhoria de resultados atirou a equipa para o 11.º lugar, que ocupava aquando da suspensão do campeonato. “Agora, em comparação com a época passada, será mais fácil chegarmos à ideia que pretendemos com este grupo, que está habituado a trabalhar connosco”, acredita Tiago Costa, que vê a equipa “mais preparada do que na época anterior” para atacar a 1.ª Divisão Distrital. “A nossa ambição passa por, em cada jogo, disputar os três pontos. Primeiro queremos garantir a manutenção, só depois pensar noutras coisas”, pormenoriza.

Pela frente, a AD Argoncilhe terá um campeonato “mais equilibrado do que no ano passado”, ainda que exista “alguma indefinição” sobre o que poderá esperar dele. Tiago Costa fez as contas. “A zona norte vai ter cinco equipas que estavam na 2.ª Divisão e seis que já estavam na 1.ª Divisão”, mas o técnico apressa-se a vincar que “existem equipas que estavam na 2.ª Divisão e que continuarão a ser fortes” na próxima época. Depois há a questão do tamanho da prova. “Em termos geográficos, os jogos vão ficar mais perto. Haverá mais dérbis e emoção, apesar de só fazermos 20 jogos numa época”.

Plantel da AD Argoncilhe:
Guarda-redes: Diogo Pereira, Passarinho (ex-Relâmpago Nogueirense)
Defesas: André Araújo, André Oliveira, Maia, Ruben Regal, Pedro Oliveira, Pedro Lima (ex-Relâmpago Nogueirense), Miguel Borges, Ruben Santos (ex-juniores);
Médios: Gomes, Miguéis, Catota, Miguel Mota, Pedro Miguel, Feiteira (ex-juniores);
Avançados: Joel Malveira, Marcos Arruda, Serginho, Eduardo, Joel Cardoso (ex-Dragões Sandinenses), Zuca (ex-Fiães) e Ruben Silva (ex-Serzedo).

SC Bustelo reforça ataque
No Campeonato SABSEG, o SC Bustelo garantiu a contratação de Barreiro (ex-UD Oliveirense). Já na 2.ª Divisão Distrital, Francisco Pinto renovou pelo CCR São Martinho, Diogo Grave reforça o plantel da ADCF Santo André e André Coelho foi anunciado pelo CD Luso. Por fim, no futebol feminino, Jenni (ex-Guia FC) e Juliana Silva (sem clube) juntam-se à equipa da AD Ovarense, que compete na Liga BPI.

Quanto ao futsal, FC Arouca e PARC, do Campeonato Grande Hotel de Luso, renovaram com Pedro Coelho e Diogo Gonçalves, respetivamente. Por seu turno, o SC São João de Ver, da 2.ª Divisão Distrital, segurou o guarda-redes Garcia.

Na LigaPro, campeonato profissional de futebol, a UD Oliveirense já assegurou 13 reforços para a temporada 2020/2021. Arthur (ex-Desportivo Brasil), Pedro Machado (ex-Casa Pia), Mohammed Lamine (ex-Trencin), Sele Davou (ex-Montalegre), Miguel Lima (ex-Maria da Fonte), Léo Bahia (ex-Bangu), Thalis (ex-Coimbra), Jorge Luiz (ex-Grémio), Israel (ex-Botafogo PB), Luisinho (ex-América RN), Michel (ex-Boavista RJ), Mateus Raniel (ex-Pinheiro AC) e António Gomes (ex-Pescara) são as caras novas à disposição do técnico Pedro Miguel, que viu Coelho, Leandro, Leandro Silva, Ricardo Tavares, Pedro Machado, Duarte, Pedro Kadri, Fostino Manga, Filipe Gonçalves, Oliveira, Pedro Ferreira, Ono, Cláudio Silva, Sacra, Obi e Dionathã transitarem da época passada.

Fotografia
Associação Desportiva Argoncilhe

30 de Julho de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas