Linha Final: A nova vida de Zé Carlos num AC Cucujães que quer segurar-se no Campeonato SABSEG

Numa época em que, dadas as alterações no modelo competitivo do Campeonato SABSEG, jogar para “o pontinho” é desaconselhável, o AC Cucujães pretende “lutar pelos quatro primeiros lugares” da primeira fase, que garante, desde logo, a manutenção e abre uma janela de oportunidade “a mais qualquer coisa”. O plano é desenhado por Zé Carlos, que se prepara para a primeira época completa como treinador, na qual o maior desafio será lidar com muitos jogadores que foram seus colegas em campo.

Após duas décadas a brilhar nos relvados, Zé Carlos decidiu colocar um ponto final na carreira, mas não se pode dizer que tenha sido fácil convencê-lo. “Isso já me tinha sido proposto na época passada, quando saiu o primeiro treinador, mas achei que não seria o momento ideal. Mais para o final da época, voltaram a falar disso e achei que podia ser mais importante assumindo o papel de treinador do que propriamente como jogador, porque a idade já pesa”, explica.

Na “tentativa de ajudar o clube”, o antigo defesa central assumiu o comando da equipa ainda na época passada, mas a pandemia de Covid-19 encurtou a experiência. Agora que tudo irá começar de novo, o AC Cucujães espera “não voltar a cometer os erros” da temporada transata, que atiraram a equipa para os últimos lugares da tabela. “Tentámos munir o plantel de outras armas para fazermos um campeonato mais tranquilo”, salienta o técnico, que lembra que “ficar num dos quatro primeiros lugares da primeira fase assegura a permanência”.

Para Zé Carlos, o novo modelo competitivo delineado pela Associação de Futebol de Aveiro “vai tornar o campeonato mais competitivo e obrigar as equipas a não lutarem tanto pelo pontinho”. Pela parte do AC Cucujães fica o compromisso de tentar “assumir o jogo e jogar bem”. “Os jogadores que contratámos dão-nos a garantia de o conseguirmos fazer. Trouxeram a experiência que faltava no ano passado”, acrescenta Zé Carlos, ainda que “do outro lado também haverá equipas fortes que vão criar dificuldades”.

Plantel do AC Cucujães:
Guarda-redes: Fábio Oliveira, Gonçalo Costa (ex-AA Avanca), Tito e João Pedro (ex-juniores);
Defesas: Vitinha, Paivinha, Marcelo (ex-juniores), Stephane (ex-GD São Roque), João Santos, Roscas (ex-ACRD Mosteirô), Daniel Silva (ex-CD Loureiro, Sub-23), Vítor Hugo (ex-São Vicente Pereira), Guedes e Tiago Pereira;
Médios: Márcio, Deco, Xavi (ex-ACRD Mosteirô), Gerson (ex-ACRD Mosteirô), Fábio Costa, Ricardo Lima, Tiago Crouch (ex-GD São Roque), Diogo Soares (ex-Real Nogueirense), Fábio Faneca (ex-juniores) e David (ex-juniores);
Avançados: Nuno Soares (ex-FC Cesarense), Fábio Cassamá, Tiago Oliveira (ex-ACRD Mosteirô) e Jonathan (ex-SC Bustelo)

Fotografia
Direitos Reservados

19 de Julho de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas