Liga Virtual: Os craques que fizeram a diferença na primeira metade do Campeonato SABSEG

Ironia do destino, a interrupção do Campeonato SABSEG, devido à evolução da pandemia do novo coronavírus no distrito de Aveiro, deu-se, precisamente, a meio da primeira fase da prova. É certo que só se jogaram dez das onze jornadas calendarizadas e que houve diversos jogos adiados pelo meio, mas este será, porventura, o momento ideal para olharmos para os números e percebermos quais os jogadores que mais se vêm destacando até aqui.

É que, quando o campeonato regressar, vais ter direito a um “wildcard” para moldares a tua equipa na Liga Virtual ao teu gosto, sem restrições de transferências, e alguns destes nomes podem vir a ser trunfos importantes para o que falta jogar na competição

“El Matador”


Não se pode dizer que ver Mário no topo da tabela de artilheiros do Campeonato SABSEG seja, propriamente, uma surpresa. No entanto, o arranque da temporada foi complicado para o avançado do GDSC Alvarenga SAD, que apenas se estreou a marcar à 6.ª jornada. Só que, como dizia Cristiano Ronaldo, “os golos são como o ketchup”, e, assim que apareceram, vieram todos de uma vez. Foram oito em quatro jogos, com o primeiro “hat-trick” da carreira pelo meio. Uma série impressionante!

O pódio dos melhores marcadores do Campeonato SABSEG fica completo com Alexandre Leira, jovem médio do Oliveira do Bairro SC que tem sido uma das revelações da prova, e Fábio Novo, avançado da AD Ovarense, que tem demonstrado uma regularidade exibicional muito interessante. Ambos apontaram seis golos até ao momento, menos dois do que o artilheiro da prova.

O Colecionador de Pontos


Começamos a entrar em terreno desconhecido, até esta época. Quantas discussões sobre qual o jogador mais influente do campeonato se tornaram inúteis pela incapacidade de transformar num valor concreto o sempre subjetivo conceito de “qualidade exibicional”?

Felizmente, isso já é possível de medir de uma forma objetiva, tendo como base o sistema de pontuação atribuída pela RealFevr a cada atleta pela sua prestação em cada jogo. O resultado fica refletido na tabela dos jogadores mais pontuados da Liga Virtual, que é liderada por Anderson Pereira, defesa central do Canedo FC. Três golos marcados, uma assistência e quatro “Clean Sheets” resultaram em 51 pontos somados, mais três do que Mário, avançado do GDSC Alvarenga SAD, e Alexandre Leira, médio do Oliveira do Bairro SC, que completam o pódio.

Prémio Popularidade


Lembram-se dos tempos de infância, em que para cada “pelada” com os amigos se fazia “Pedra, Papel ou Tesoura” para definir quem seria o primeiro a escolher os jogadores para sua equipa? Havia sempre aquele que, fosse pela qualidade ou por ser o dono da bola, acabava sempre escolhido na primeira ronda. Era aquele que todos queriam ter na sua equipa.

Na Liga Virtual do Campeonato SABSEG, esse prémio vai para Diego Tavares, defesa central da LAAC, que foi escolhido por 43% dos treinadores de sofá. Atrás de si surgem dois goleadores, Rui Miguel (FC Pampilhosa) e Vando (CF União de Lamas). Todos sabemos que uma boa equipa se constrói de trás para a frente.

Reis das Assistências


Tão ou mais importantes do que quem dá o último toque antes de a bola passar a linha fatal são aqueles que se dedicam à nobre arte de oferecer bolas de golo. Eles ocupam um lugar especial na Liga Virtual, uma vez que as assistências dão pontos de bónus, e todos os treinadores andam à procura deles para subir na tabela classificativa.

Neste capítulo, há dois jogadores que se vêm destacando dos demais neste arranque de temporada. Belinha, o homem das bolas paradas do CF União de Lamas, é um deles, a par de Tiago Oliveira, avançado do AC Cucujães, que tem conseguido conciliar o instinto pelo golo com a capacidade de assistir os companheiros. Ambos somam quatro assistências, mais uma do que Nuno Rocha (Fiães SC), Deco (AC Cucujães) e Bruno Furtado (CD Estarreja), que partilham o último lugar do pódio.

O Muro


Simplificando um jogo de futebol ao máximo, ele é composto por dois momentos opostos: defender e atacar. Se o que resulta dos momentos ofensivos é aquilo que, muitas vezes, prevalece na nossa memória, não devemos menorizar a importância que a consistência defensiva tem para uma temporada de sucesso.

Defender é um trabalho coletivo, em que todos desempenham um papel relevante, mas a última palavra é sempre dos guarda-redes, a última barreira entre os avançados e a sua baliza. Mantê-la inviolada é meio caminho andado para se alcançar resultados positivos, e na Liga Virtual é sinónimo de bónus para os guardiões que o conseguirem. Até ao momento, ninguém o fez tantas vezes quantas João Oliveira, do CD Estarreja, que já leva cinco “Clean Sheets”. Atrás de si surgem Bruno Costa (Fiães SC), Marco Pais (SC Alba) e João Diogo (CF União de Lamas), todos com quatro.

5 de Dezembro de 2020
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas