José Marrero não via a avó há quatro anos, reencontraram-se e o momento tornou-se viral

Tornou-se viral o vídeo do momento em que José Marrero, guarda-redes do CD Arrifanense, reencontrou-se com a sua avó, que não via há quatro anos, desde que deixou a Venezuela para fugir de uma nação em declínio económico-financeiro. Aconteceu no final da partida em que os verdes e brancos derrotaram a AD Nogueira da Regedoura, na qual o venezuelano manteve a sua baliza inviolável, quando este se deparou com uma surpresa feita pela sua família, não conseguido esconder as emoções que dele se apoderaram.

José Marrero chegou a Portugal em 2018, deixando para trás uma Venezuela que sofre uma aguda crise socioeconómica que assola a grande maioria da população, apesar de ter, à data, “renovado contrato por mais dois anos” com o Atlético Venezuela. “A situação do país estava a tornar-se complicada. A minha namorada tinha vindo para Portugal em abril e tomei a decisão, sem dúvida a mais difícil em toda a minha vida até agora, de vir em setembro”, contextualiza o guarda-redes de 27 anos.

Chegado ao território português, instalou-se no Furadouro, Ovar, e treinou durante duas semanas à experiência na AD Ovarense, mas “não tinha como ir” para os treinos. Entretanto mudou-se para Santa Maria da Feira. “Ia ao estádio da ARC S. Vicente Pereira, à noite, jogar com amigos que conheci em Portugal. Um dia tomei a decisão de perguntar [aos dirigentes do clube] se podia treinar [com a equipa], para me mostrar. Na altura, era o mister Adriano Machado e disse que sim, que não havia problema. E fiquei, em fevereiro de 2019”.

Cumpre sensivelmente uma época e meia no clube de Ovar, rumando na temporada transata ao CD Arrifanense. José Marrero destaca a diferença entre os dois campeonatos, mas enaltece a (calorosa) receção que teve no emblema de Santa Maria da Feira. “Os campeonatos são totalmente diferentes, entre SABSEG e 1.ª Divisão Distrital. A minha adaptação ao CD Arrifanense foi imediata, porque desde o primeiro dia que fui bem recebido. Acarinharam-me rapidamente. Optei por ficar mais uma época, esta que estou a cumprir, 100% comprometido. Fiz quase a totalidade dos jogos na época passada, o que foi bom, porque jogar era um dos objetivos que tinha quando vim para Portugal”, prossegue.

Em Portugal há cerca de quatro anos, perdeu a ligação física com a sua avó, pessoa com quem desde tenra idade criou um vínculo de afinidade que jamais irá perder. No domingo, para sua surpresa, reencontraram-se, uma prenda após uma vitória muito ansiada. “Não fazia ideia. Estavam a chamar-me no altifalante, mas nem estava a ouvir. Estava a ir para a roda, com a equipa. Foi uma felicidade porque ganhámos o jogo… estávamos a precisar da vitória. Quando sou chamado, vi a minha família e no início pensava que era uma brincadeira, até bati palmas e dancei, mas fazem-me sinal para me virar para a direita e foi quando vi a minha avó”.

Uma surpresa que “não estava a contar”. “Todos sabiam. Foi agradável, comecei logo a chorar. Já não a via há quatro anos e é difícil conter as emoções nesses momentos”, diz, salientando que viveu com a sua avó desde os três anos de idade. “Foi quem me criou”, evidencia.

Um momento que José Marrero levará consigo para todo o sempre. Fica garantido que a sua passagem pelo clube de Arrifana jamais será esquecida.

Para esta temporada, o guarda-redes, que trabalha numa fábrica de colchões, assegura que o objetivo do clube é assegurar a manutenção o mais rapidamente possível, mas acredita que o plantel tem qualidade para rondar os quatro primeiros lugares. “Os objetivos são claros. O principal é a manutenção. Com a vitória de domingo conseguimos afastar-nos dos clubes do fundo [da tabela]. É muito importante, cria-se uma diferença de pontos que neste campeonato – onde qualquer equipa pode ganhar a outra – é difícil recuperar. O que vier por acréscimo será bem-vindo… encostarmo-nos aos quatro primeiros seria muito bom. Temos qualidade”.

17 de Novembro de 2022
Grande Hotel Luso Natal
Instagram AFA
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas