Hugo foi herói diante do Valecambrense mas abdica dos golos pelo coletivo

Hugo Silva foi o autor do único golo da vitória do Fermentelos sobre o Valecambrense, que até então liderava a 1.ª Divisão Distrital, e deu forte contributo para a conquista de três pontos importantes para os “leões da Pateira”. No reencontro com as redes contrárias, Hugo Silva não esconde a felicidade, mas sublinha que o mais importante é o coletivo. Tanto que, garante, aceitava de bom grado não marcar mais nesta temporada, desde que os objetivos da equipa fossem atingidos.

“Nós procuramos sempre a vitória e queríamos ganhar. Vínhamos de dois empates consecutivos e precisávamos da vitória, porque sabíamos que nos daria mais moral. Foi um triunfo normal, mais três pontos”, explica Hugo, na ressaca do triunfo sobre o Valecambrense, no qual brilhou com um golo de belo efeito, um chapéu bem medido à saída do guarda-redes contrário.

O golo, marcado a vinte minutos do final do encontro, trouxe-lhe “uma alegria enorme”, fê-lo sentir “que o objetivo da conquista dos três pontos estava prestes a ser cumprido”, e pode ter servido, espera o avançado, de catalisador para o futuro.

“Trabalhámos o jogo todo para isso, e senti-me feliz por mim e pelos meus colegas”, vinca Hugo, que desde cedo revelou faro para os golos, “apesar de nas últimas épocas ter estado um pouco afastado deles”.

Agora, a vontade é de que “venham mais”, ainda que o mais importante seja o grupo. “Se conseguir marcar para ajudar, melhor. Acredito que posso voltar em grande, com a ajuda de toda a equipa”, confia o jovem, que, no entanto, não hesita na hora de escolher entre o sucesso individual e o da equipa.

“Tenho uma meta coletiva, que todo o grupo pretende alcançar. Se me disserem, agora, que os objetivos da equipa são cumpridos mas que eu não marco mais nenhum golo, assino já por baixo, sem pensar duas vezes”, garante, enquanto aponta à discussão de “cada jogo", com o foco sempre "nos lugares de topo”.

Se, no final, algo mais surgir, “vamos festejar, porque é para isso que lutamos diariamente”, acrescenta Hugo, para quem o Parque Desportivo Constantino Marques, a casa do Fermentelos, tem de ser uma fortaleza.

“O nosso objetivo é pontuar sempre em casa. Perdemos dois pontos nos últimos minutos do dérbi com o Oiã, e não ficámos felizes. Agora, vamos tentar conquistar sempre os três pontos, em casa, mas também fora, para alcançarmos os nossos objetivos”, conclui.

Fotografia
Sporting Clube de Fermentelos

19 de Outubro de 2018
Pedro Fernandes
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas