Gui voou para carimbar o triunfo do Oliveira do Bairro

A notícia não demorou a espalhar-se. O pequeno Gui elevou-se para, de cabeça, resolver o duelo entre Oliveira do Bairro e Mansores, oferecendo três importantes pontos aos Falcões do Cértima no Campeonato SABSEG. “O pessoal pergunta-me como é que eu fiz um golo de cabeça. A verdade é que o cruzamento foi incrível e eu estava no sítio certo”, explica o avançado, que procura somar mais minutos daqui em diante.

O duelo foi decidido no último suspiro, pela última arma cartada lançada por Hernâni Tomás, técnico dos oliveirenses. Com o jogo partido, o treinador viu no vertiginoso Gui um trunfo importante para atacar os últimos minutos. “Ele disse-me que acreditava em mim e para dar tudo, porque os três pontos eram muito importantes”, conta o avançado.

O plano resultou em cheio, ainda que por meios alternativos. É que o baixinho Gui, rápido e explosivo, resolveu o encontro… de cabeça. “Tenho para aí dois na carreira. O jogo aéreo não é, de todo, o meu forte”, brinca o atacante, que sabe que, naquela altura, “havia quem já não acreditasse, porque foi mesmo no último lance, mas acabou por ser uma vitória justa e merecida”.

Foi a estreia a marcar de Gui na atual edição do Campeonato SABSEG, ele que procura ter mais preponderância na equipa. “Como não tenho jogado muito, qualquer minuto que tenha é ótimo. Tento fazer tudo” para sobressair, um objetivo cumprido com distinção no último domingo.

“Foi bom ter feito o golo da vitória. Deu um grande ânimo, a mim e à equipa”, assume o avançado, que se formou no Anadia e andou por Famalicão e Mourisquense antes de chegar a Oliveira do Bairro, na época passada. “No ano passado, fomos campeões da 1.ª Divisão Distrital. As pessoas fizeram força para que continuasse e, agora, quero ajudar a equipa. É um clube em que gosto muito de estar”, assume Gui.

7 de Fevereiro de 2019
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas