GDSC Alvarenga SAD: do início intermitente à vitória na Prova Final do Campeonato SABSEG

O GDSC Alvarenga SAD iniciou a Prova Final do Campeonato SABSEG com uma derrota, resultado que serviu de alerta à formação de Arouca, que acabou por arregaçar as mangas para recuperar o atraso na preparação para o reinício da competição. Segundo o guarda-redes Nuno Dias, figura do jogo decisivo frente ao CF União de Lamas, foi com a abnegação de melhorar todos os processos, especialmente o físico, que levou a sua equipa à vitória na Prova Final.

Depois da derrota por 2-1 no reduto do Oliveira do Bairro SC, na 1.ª jornada do Grupo A da Prova Final, o GDSC Alvarenga SAD teve de fazer alguns ajustes para alcançar os seus objetivos no Campeonato SABSEG. Nuno Dias revela que “um reinício de campeonato não é fácil para nenhuma equipa”, explicando que o plantel se dedicou ainda com mais afinco a melhorar a sua performance.

“O nosso adversário do primeiro jogo do regresso da competição tinha mais duas semanas de preparação do que nós, e isso fez toda a diferença. No entanto, trabalhámos forte, sempre acreditando nas ideias da equipa técnica, e assim conseguimos chegar de novo à excelente forma que tínhamos demonstrado antes da suspensão das competições”, explica.

A equipa comandada por Hugo Oliveira ainda averbou mais uma derrota à 3.ª jornada do Grupo A, mas, depois dessa intermitência, com uma vitória pelo meio, não parou de triunfar até conseguir o objetivo da subida de divisão. Nuno Dias assume, por isso, “que o balanço da prestação da equipa só pode ser positivo, numa época em que fez da união e da garra as suas armas para chegar à vitória final”.

“Este campeonato é muito idêntico ao Campeonato Nacional de Seniores, com plantéis com muita qualidade, o que valoriza ainda mais a nossa vitória. Num ano atípico, fico contente pela Associação futebol de Aveiro nunca ter desistido e por ter conseguido fazer com que se terminasse o campeonato”, afirma.

O guarda-redes acabou por ser figura de destaque no jogo decisivo do campeonato, frente ao CF União de Lamas, naquela que “foi a vitória mais importante da época”. “Todos nós estivemos a um nível de excelência. Sinto-me feliz por ter conseguido ajudar a equipa, mas o mais importante sempre foi o coletivo e a união demonstrada desde o primeiro ao último minuto. Além disso, os adeptos do Alvarenga voltaram a ser uma ajuda muito importante nas partes do jogo em que estávamos menos bem”, conclui.

Fotografia
Samuel Martins

2 de Julho de 2021
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas