GD Gafanha B entre o competir e o "potenciar"

Foi a meio da tabela, no 8º lugar, que o GD Gafanha B terminou a prestação na última edição da 2ª Divisão Distrital de Futsal, mas as metas permanecem as mesmas para 2022/23, e vão para além dos pontos ou da classificação.

“O objetivo da equipa B está nos mesmo moldes do da época passada. Passa por potenciar atletas para a equipa A. Entretanto, dois já subiram. O nosso papel, enquanto B, é darmos competitividade e valências para os jogadores responderem num nível acima. Por outro lado, podemos sempre receber elementos da equipa principal”, diz Gilberto Sarabando, treinador dos bês gafanhenses.

É o técnico quem considera que a competição que aí vem tem outro peso nos termos da sua competitividade por comparação com a edição da prova de 2021/22.

“Este ano, a 2ª Divisão tem uma potência muito mais competitiva. Temos os clubes que desceram como a ARCA ou o Clube de Albergaria, que vão apostar para voltar a subir, já que nos habituaram a estar presentes na 1ª Divisão Distrital. E ainda temos de ter em conta o poder de equipas B como a do Ossela ou a da PARC”, exemplifica Gilberto Sarabando.

Numa altura em que trabalha a coesão do seu grupo de trabalho, o treinador, de 40 anos, fala de um plantel de “portas abertas” para acolher novas unidades.

“Neste momento, contamos com 12 jogadores, guarda-redes incluídos. Vários jogadores já não jogam há muitos anos ou vêm do futebol de 11 e isso faz com que tenhamos um trabalho mesmo formativo”, explicitou.

Por estes motivos indicados pelo treinador do emblema de Ílhavo, há ainda algumas arestas a limar no presente, como a definição das posições dos jogadores de campo.

Plantel do GD Gafanha B
Guarda-Redes: Diogo, Daniel Tavares e Guilherme;
Jogadores de Campo: Hélder, Couto, César, Lucas, Micau, João Miguel, Gonçalo, Pedro, Tomás e Diogo Modesto.

Fotografia: GD Gafanha

30 de Setembro de 2022
Instagram AFA
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas