Equipa B do Gafanha quer melhorar competitividade dos seus jovens

A equipa B do Gafanha vai estrear-se na 1.ª Divisão Distrital com o intuito de manter a política de aposta nos seus jovens, mas com a ambição de importunar os favoritos à subida de divisão. O novo treinador da equipa, José Maria Pereira, acredita que uma estratégia de rotatividade no plantel será fundamental para manter a coerência no trabalho desenvolvido pelo Gafanha.

“O primeiro grande objetivo é trabalhar os miúdos no sentido de eles melhorarem as suas capacidades, para que o clube possa gerar ainda mais valores para a equipa principal. Além disso, a ideia é também permitir que os jogadores menos utilizados na equipa principal possam rodar na equipa B”, considera o treinador.

José Maria Pereira quer preparar os jogadores para um futuro ainda mais exigente e competitivo, reforçando o trabalho mental com os atletas. “A nível pessoal, e como são jovens com talento, o objetivo é trabalhar os défices técnicos e táticos dos jogadores, para que ganhem maturidade. Sei que é um trabalho mais difícil, mas pretendo que estes jovens se capacitem ainda mais para poderem integrar as provas profissionais”, sublinha.

O treinador do Gafanha defende ainda que a juventude do plantel será uma mais-valia, e não uma fragilidade. “O terceiro grande objetivo, que também é mais pessoal, é atacar os lugares cimeiros. Quem pensar que vai ser fácil jogar com uma equipa jovem está enganado, porque os jovens do Gafanha têm imenso talento, e a qualidade não escolhe idade”, admite.

O Gafanha B já tem o plantel praticamente definido, garantindo a continuidade de Diogo, Leandro, Cerqueira, Gabi, Pacheco, Joel, Geraldino, Tiago, Luís, Juvencio, Tomás, Mamadou, Afonso, Fábio, Guga e Miguel. O clube contratou Robim (ex-Alba, juniores), Gafanha (ex-júnior), Gabi, Lasca (ex-Beira-Mar), Zé (ex-Bom-Sucesso).

Fotografia
Gafanha TV

11 de Setembro de 2018
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas