CR Antes prepara regresso do futebol feminino ao clube já na próxima temporada

O futebol feminino vai regressar ao CR Antes. Os responsáveis pelo emblema do concelho da Mealhada pretendem formar uma equipa sénior já na próxima temporada, cumprindo a missão de fazer crescer o clube ano após ano e de conferir-lhe um papel ativo na luta pela igualdade de género. A prospeção de atletas já se iniciou, pelos canais virtuais, num projeto que irá arrancar do zero.

Em meados do século passado, o futebol feminino dava os primeiros passos em Antes, uma história que acabaria por ser interrompida durante largas décadas. Desses tempos sobram as memórias, algumas eternizadas em fotografias que, de tempos a tempos, voltam a ganhar vida nas redes sociais. “A localidade tem um grupo no Facebook onde são publicadas fotografias antigas, e apercebemo-nos que foram publicadas fotografias das equipas femininas de antigamente. Esse foi um dos fatores que nos fez avançar”, admite Gonçalo Dias, diretor do CR Antes.

O outro motivo que levou à criação da equipa é bem mais atual e prende-se com a pretensão do clube em promover novas oportunidades desportivas à população local. “Procuramos sempre oferecer modalidades que não existam no concelho. Já tinha acontecido com o basquetebol e com o hóquei em patins sénior feminino. Este ano, calhou em conversa criar uma equipa de futebol feminino”, explica o dirigente.

A ideia é formar uma equipa sénior que possa competir já na próxima temporada, mas a forma para o conseguir não será fácil. Com o projeto numa “fase embrionária” e sem uma base de atletas que o ajude a consolidar, o clube tem divulgado nas redes sociais, “em grupos de futebol feminino, da Câmara Municipal e no grupo da localidade”, a abertura em acolher jogadoras para o plantel.

“Vi que alguns clubes têm equipas com plantéis vastos e, pelas idades das atletas, conseguem competir em dois escalões, sénior e sub-19. O objetivo é, também, tentar angariar o máximo de miúdas para a nossa formação, para começarmos a trabalhar nela. Vamos ver o que iremos conseguir fazer”, refere Gonçalo Dias, que espera, igualmente, cativar pessoas dispostas a apoiar na gestão da equipa. “A cada secção nova, tentamos arranjar um grupo que a dirija. Já temos algumas pessoas que se voluntariaram para isso”, diz.

Lembrando que o futebol feminino está “em enorme crescimento no país” e que a criação da equipa pode também ser vista como “uma forma de lutarmos pela igualdade e pelos direitos das mulheres”, Gonçalo Dias garante, “enquanto estiver na Direção do Centro Recreativo de Antes, tudo fazer para que a equipa se preserve e, assim, deixá-la como legado”.

Fotografia
CR Antes

1 de Abril de 2021
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas