CCR Válega e Florgrade FC encaram a final da 1.ª Divisão Distrital com respeito mútuo

Paulos Borges e Bruno Batista, treinadores do CCR Válega e da Florgrade FC, respetivamente, trocam elogios na antevisão à final da 1.ª Divisão Distrital, mas garantem que as suas equipas vão entrar no relvado no Estádio Municipal de Aveiro com “muita ambição para vencer” o jogo que disputa no próximo domingo, a partir das 15h00.

O treinador do CCR Válega recorda que a sua equipa já enfrentou a Florgrade FC na fase de grupos da Prova Final e garante que, apesar das capacidades reconhecidas ao adversário, a sua equipa “vai entrar para ganhar”. “Eles têm uma grande equipa, com bons jogadores, que jogam um futebol apoiado. Aliás, considero que têm alguns jogadores de Campeonato de Portugal ou de 2.ª Liga. Há muita qualidade e é a equipa que melhor joga na 1.ª Divisão Distrital. Apesar disso, nós temos as nossas armas e vamos lutar com elas pela vitória”, assume.

Paulo Borges considera que “no início da época o Válega não era considerado um candidato nos bastidores do futebol”, assumindo que “está a viver o sonho que tinha de chegar à final”. O técnico sabe que vai defrontar “um clube com uma estrutura muito forte e uma equipa com qualidade no seu futebol”, apelando ao seu plantel para encarar o jogo da final “com respeito e humildade”. “Num jogo em que sei que também vamos ser respeitados, espero que a vitória caia para o nosso lado, mas isso só acontecerá com muita garra e atitude dos meus jogadores”, afirma.

Do lado da Florgrade FC, Bruno Batista espera “muitas dificuldades como aconteceu na fase de grupos”. Segundo o técnico, o CCR Válega - a quem venceu por duas vezes na primeira fase, ambas por 2-1 – tem “uma equipa bem organizada e com qualidade no seu futebol”. “Temos de ter atenção a alguns jogadores que são fortes a nível individual. Posso dar o exemplo do Gabriel, que até nos marcou um golo esta época. Contudo, o Válega também vale muito pelo seu coletivo e pela entrega dos seus jogadores, que deixam tudo em campo”, explica.

No entanto, Bruno Batista lembra que “quando a bola começar a rolar serão os protagonistas que vão decidir o jogo”, esperando que os seus jogadores “se libertem de qualquer tipo de pressão e que joguem aquilo que sabem e que vivam um momento especial de uma forma alegre, sabendo desfrutar dele”.

O treinador da Florgrade FC confessa o entusiasmo por poder contar com o apoio dos adeptos nas bancadas, que vão proporcionar “o ambiente de festa que um jogo de futebol deve ter”. “Eles dão-nos o ânimo necessário nos momentos em que eventualmente possamos quebrar. A sua presença é mais uma motivação que nos ajuda a superar as dificuldades”, conclui.

24 de Junho de 2021
Vítor Hugo Carmo
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas