Campo Padre Batista ganha nova cor pelas mãos de voluntários

Na próxima temporada, o Campo Padre Batista, casa do GD Calvão, vai surgir de cores garridas, fruto da pintura dos muros e da fachada que sócios e diretores do clube decidiram fazer de forma voluntária. “Tentámos aproveitar que as pessoas estavam mais em casa para melhorar as instalações”, comenta o presidente, Paulo Margarido.

O dirigente lembra a infraestrutura “é antiga” e que necessita, amiúde, de intervenções para a manter funcional. Com a pandemia do novo coronavírus a antecipar o fecho da temporada e a deixar em casa muitos dos adeptos e dirigentes do clube, o GD Calvão decidiu aproveitar a oportunidade para dar um novo colorido ao seu estádio, com as devidas precauções acauteladas.

“Procedemos a melhorias da pintura, mas também aproveitámos para melhorar as instalações”, explica Paulo Margarido, que louva a solidariedade de quem se voluntaria para executar as obras e daqueles que têm oferecido os materiais indispensáveis aos melhoramentos. “Vamos conseguindo arranjar a tinta e algum material, que são oferta. Também já alterámos os chuveiros. À medida que nos vão ajudando, vamos fazendo”, diz.

O presidente do clube do concelho de Vagos lembra que “todos os anos têm sido feitas algumas coisas” no Campo Padre Batista, para o manter acolhedor a quem o visita. “Este ano, melhorámos os bancos das camadas jovens e colocámos cadeiras nas bancadas. Entretanto, umas pessoas ofereceram telhas para o telhado. Vamos colocá-las num sítio onde entrava água”.

Fotografia
Grupo Desportivo de Calvão

4 de Maio de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas