Bruno Oliveira e Esmojães querem manter onda positiva no futebol popular de Espinho

No último mês de fevereiro, ninguém conseguiu parar a Associação Esmojães na 1.ª Divisão do futebol popular de Espinho. Nem a equipa, nem Bruno Oliveira, experiente avançado, de 37 anos, que marcou metade dos golos da equipa na atual série de quatro vitórias consecutivas no campeonato. “Ainda há muito campeonato pela frente, mas esperamos manter esta onda”, atira jogador, que decidiu regressar a Esmojães 15 anos depois.
 

Para Bruno Oliveira, a família e os afazeres profissionais sempre se sobrepuseram a tudo. Foi por isso que se dedicou ao futebol popular de Espinho, a única competição que disputou ao longo da já longa carreira. Aquela era a única forma de poder conciliar o emprego, primeiro na construção civil, agora como operador fabril, com a paixão pelo futebol, que se esforçou por nunca abandonar.

Já lá vão 15 anos desde que se juntou à Associação Esmojães, pelo qual se estreou no futebol popular. Andou por Águias de Anta, Estrelas da Divisão, Rio Largo e Estrelas Ponte de Anta, onde chegou a ser capitão, até que decidiu, no início desta temporada, voltar ao ponto de partida. “Tinha saudades. É um clube que sempre tratou bem os atletas”, admite o avançado, que é um dos melhores marcadores da equipa, a par de Fábio Silva, com quatro golos.

Desses, três foram apontados durante o mês de fevereiro, distribuídos pelos quatros jogos que disputou. “São fases e momentos da época. Há altos e baixos, tal como na vida”, diz, do alto da sua experiência. Aos 37 anos, espera ajudar o clube a “fazer um campeonato tranquilo, com a melhor classificação possível”.

O último mês abre boas perspetivas para o que ainda falta jogar no campeonato. “Saímos do fosso e já respiramos melhor. Até pensamos noutros caminhos”, admite Bruno Oliveira, para quem “o espírito de grupo incutido pelo treinador tem feito a diferença”. “No início, era tudo novo. Ficaram poucos jogadores da época passada e, enquanto não se criou aquele espírito de grupo e a mentalidade de ganhar, não conseguíamos atingir os objetivos a que nos propusemos”, completa.

Estrelas Ponte de Anta vencem jogo louco
No último sábado, a Associação Esmojães deu seguimento ao bom momento no campeonato diante do GD Outeiros, clube que ultrapassou na tabela após o triunfo por 1-0. O único golo do encontro foi apontado por Bruno Gomes.

A 15.ª jornada da 1.ª Divisão do futebol popular de Espinho ficou marcada pelo embate entre os dois primeiros classificados, GD Ronda e Corga de Silvalde, que terminou com um empate a uma bola. Hugo Pereira marcou para o líder, tendo Leandro Dias igualado para o conjunto de Silvalde. O GD Ronda voltou a ceder pontos em casa, o que não sucedida desde outubro de 2018, quando empatou com a Associação Esmojães.

Com o GD Regresso a folgar no último fim de semana, a Quinta de Paramos aproveitou para se aproximar do 3.º lugar, ao vencer o Rio Largo por 2-0. Pelos mesmos números, o Cantinho da Rambóia ganhou no reduto dos Leões Bairristas, enquanto as Águias de Paramos triunfaram na visita aos Magos de Anta, por 1-0. O resultado mais desnivelado da jornada foi alcançado pelo Novasemente GD, que ganhou por 5-1 diante das Estrelas Divisão.

Na 2.ª Divisão do futebol popular de Espinho, o Desportivo Ponte de Anta segurou a liderança ao vencer a Juventude Estrada, por 2-1. Bento Martins bisou pela equipa da casa, que viu os forasteiros festejarem por intermédio de Diogo Dias.

No encalce do 1.º lugar continuam as Estrelas Ponte de Anta, que venceram o Cruzeiro de Silvalde por 6-5, num jogo eletrizante. Tiago Fontes, com um ‘hat-trick’, e Jacinto Pereira, que bisou, fizeram os golos do Cruzeiro, insuficientes, porém, para sequer pontuar, já que José Teixeira, Jefferson Silva, Carlos Santos e Josué Ferreira, estes dois últimos por duas vezes, marcaram pelos visitantes, que, deste modo, somaram os três pontos em disputa.

Com golos de Geraldo Oliveira e Tiago Mota, o GD Idanha ganhou na casa do Império de Anta (2-1), que reduziu por Carlos Oliveira. Estrelas Vermelhas e Bairro Ponte de Anta não saíram do nulo, numa jornada em que Morgados Paramos e Lomba Paramos empataram a cinco golos. João Fontoura e Sérgio Valente bisaram pelo conjunto da casa, que viu, igualmente, Tiago Oliveira fazer o gosto ao pé. Pelos forasteiros, Jorge Oliveira, Ivo Couto, Ruben Silva e Hélder Mendes, que bisou, responderam na mesma moeda.

Fotografia
Direitos Reservados

 

4 de Março de 2020
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas