Antevisão e análise de Sérgio Oliveira e José Alexandre Silva ao Campeonato SABSEG


Zona Norte: Uma jornada imprevisível
Quando olhamos para uma competição como a Premier League, e num olhar sucinto, a primeira palavra que nos ocorre é equilíbrio. Boas equipas, bem apetrechadas, vários candidatos e onde não há lugar para vitórias antecipadas. Esta é a principal razão de ser a melhor liga de futebol do mundo. Porém, existe o paradigma do prognóstico. Como prever que um crónico candidato perca, em sua casa, por cinco golos de diferença? Como prever que uma equipa de segunda ou terceira linha, como o Leicester, vença o campeonato?

Estes são alguns cenários que vejo, com naturalidade, repercutidos no Campeonato SABSEG. Um campo incerto que nos remete, precisamente, para a incerteza. Não esperava, com toda a honestidade, um nulo entre CD Paços de Brandão e Canedo FC. Colocando a hipótese de que Miguel Rapinha poderia ser mais líder e esperando uma reação forte da equipa da “Briosa”, depois da pesada derrota na jornada anterior, seria expectável um festival de golos.

A forma como o FC Cesarense venceu, de reviravolta, frente a um (até então) invicto São Vicente Pereira também me surpreende. Já a vitória, por si só, não. As vitórias do Fiães SC e do SC Esmoriz, na receção ao SC Paivense e JD Carregosense, respetivamente, vejo com relativa naturalidade. A equipa de Pedro Alves correu atrás da sorte que não teve em jogos anteriores e foi premiada por isso, sendo que, no caso da turma de Ovar, tal como mencionei, houve uma reação (natural) da equipa face à “chicotada psicológica” da semana anterior.

Antevisão da próxima jornada da zona Norte
Um verdadeiro pirata, mesmo em águas incertas, nunca se sente à deriva e a próxima ilha, leia-se jornada, traz uma certeza absoluta: será a mais emocionante até à data. A razão é simples. O AC Cucujães recebe o CD Paços de Brandão numa espécie de reencontro de velhos conhecidos. Na última vez que se defrontaram, a equipa do ex-capitão Zé Carlos levou a melhor e quererá manter esse registo. Já a formação de Cláudio Maciel, que parece estar a perder algum fulgor, terá de se mentalizar que a tarde em Castelo de Paiva é passado e que não há jogos iguais.

O São Vicente Pereira mede forças com o GDSC Alvarenga num jogo duro para a equipa de Hugo Oliveira, que regressa à competição volvidas duas semanas. Privados do habitual guarda-redes titular, Paulinho, os vicentinos têm uma palavra a dizer em sua casa. Nas Valadas terá lugar um dos jogos da jornada, com o Canedo FC a receber um Fiães SC estimulado pela primeira vitória no campeonato e que parte para uma das deslocações mais temíveis da época. O reencontro de Jaiminho com a sua equipa de sempre será um dos pontos altos do jogo.

O SC Paivense regressa à sua fortaleza, lugar onde já provou ser demolidor, onde recebe um SC Esmoriz de novas ideias que procura a segunda vitória seguida. Em Oliveira de Azeméis, o ambiente também será de dérbi na receção do JD Carregosense ao FC Cesarense. A equipa de Bruno Magno obteve a vitória mais emotiva da última jornada e parte para o encontro com índices de confiança elevados. A jogar em casa e com o peso da responsabilidade, existe um ligeiro favoritismo da equipa de André Teixeira.

Zona Sul: O "jovem" Oliveira do Bairro continua a ditar leis
Vencer por 3-0 em casa do Bustelo não será para qualquer equipa. E muito menos seria expectável que tal feito fosse conseguido por um onze tão jovem quanto aquele que Cajó apresentou. O “seu” Oliveira do Bairro fez jus ao estatuto de equipa surpresa e venceu sem apelo nem agravo em Bustelo, confirmando a liderança e dando um sinal bem claro à concorrência de que está na prova com um sinal mais.

Nas restantes partidas, o equilíbrio prevaleceu, com três empates a zero, sendo que a única vitória, a do Avanca frente ao Fermentelos, foi pela margem mínima. Será, estou certo, algo que vai acontecer com frequência num campeonato de moldes atípicos.

Antevisão da próxima jornada da zona Sul
Um empate no terreno da Ovarense foi um ponto bem ganho para o Pampilhosa de João Pedro Duarte que, num ambiente mais motivador, recebe, desta feita, um Bustelo combalido, que precisa rapidamente de regressar aos resultados positivos depois da derrota dolorosa frente ao Oliveira do Bairro.

Depois da semana de folga que deu, certamente, para recuperar lesionados e solidificar processos, o Gafanha SAD de Ricardo Suíço recebe um Alba que também ainda não venceu no campeonato. Será interessante perceber como é que o plantel de Paulo Matos irá reagir às palavras duras do seu timoneiro após o empate em casa contra o Vista Alegre.

Por falar na formação de Hernâni Tomás, o Vista Alegre recebe o Avanca num jogo que promete ser competitivo e com pouco espaço para jogar. A equipa de Miguel Fernandes tem duas derrotas nos jogos fora do seu estádio e quer provar na Murteira que consegue pontuar fora, mas o “Talé” sabe que é em casa que pode fazer a diferença. Arrisco a dizer que se alguém marcar, ganha pela margem mínima.

Para o fim ficou o Fermentelos-LAAC. A equipa da casa começa agora a ronda dos jogos contra os principais candidatos e tem, neste dérbi concelhio, a oportunidade de mostrar serviço e, possivelmente, uma forma de jogar diferente, que privilegie as transições. A formação de Aguada de Cima precisa destes três pontos, mas para os conseguir conquistar vai ter de saber sofrer e, quando tiver a possibilidade, ser assertiva e competente na hora de finalizar.

9 de Outubro de 2020
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas