Antevisão e Análise ao Campeonato SABSEG por Sérgio Oliveira

A jornada

O Campeonato SABSEG chegou à paragem definindo claramente os seus diferentes campeonatos. Os que lutam pela subida, os que lutam pela manutenção e, ainda, um restrito lote de equipas que no meu entender fazem parte do “campeonato tranquilo”. Dentro do relvado é uma expressão que não faz sentido mas, para bem da verdade, há equipas que parecem viver nesse mito.

Talvez esteja relacionado com a franca má prestação do Cucujães, Oliveira do Bairro e Paivense que, com nova derrota, já contam com um fosso de seis pontos para o décimo quinto classificado, o último lugar acima da linha de água. E foi precisamente a equipa que ocupa esse lugar, o Carregosense, que obteve, pelo menos para mim, a vitória mais surpreendente da 15.ª jornada ao bater fora de portas o Fiães por 2-3. Este resultado, coincidentemente ou não, afastou Narciso Ratinho do comando técnico fianense, cargo ocupado agora por José Pedro que já se estreou na derrota para a Taça de Aveiro em Ovar (3-0).

A vantagem no primeiro lugar voltou a diminuir, fruto da vitória do União de Lamas em Cucujães que aproveitou o empate caseiro do São João de Ver frente ao Pampilhosa e serviu de ingrediente extra para o próximo duelo de vizinhos. O empate do Cesarense na receção ao Esmoriz acaba também por ser surpreendente, pois só de olhar para a marcha do marcador coloca-me o cabelo em pé. Nada fazia prever que, após uma vantagem de quatro golos ao intervalo, a equipa de Migueli sofresse outros tantos na segunda metade.

 

O destaque

Olhar só para o resultado assusta, pois não são todos os dias que se assiste a uma partida com oito golos e, mais alucinante, com quatro golos de (des)vantagem nos primeiros 45 minutos. É difícil ignorar este jogo entre Cesarense e Esmoriz.

Porém, para mim, o destaque da semana é a fantástica e importante vitória do Carregosense que contou com a inspiração de Miguel. Cada vez mais, a capacidade das equipas ditas pequenas, discutirem os jogos contra as equipas com mais argumentos, deve ser vista com a naturalidade que o crescimento que se tem verificado a todos os níveis no nosso campeonato. A turma de Carregosa já tinha dificultado bastante o jogo frente ao União de Lamas, esteve em vantagem no jogo em São João de Ver por duas bolas e, agora, foi a Fiães vencer. É evidente que as estruturas e orçamentos têm diferenças abismais entre essas realidades mas, quando as equipas entram em campo, há algo que se sobrepõe a isso tudo e tem a ver com o futebol que pura e simplesmente se joga nas mesmas quatro linhas. E aqui, nas últimas jornadas, o Carregosense tem estado ao mesmo nível.

 

A antevisão

Na 16.ª jornada, as atenções estarão centradas num jogo em particular. Santa Maria da Feira irá parar por volta das 15:00 para assistir ao dérbi de vizinhos que, não sendo decisivo, assume particular importância no topo da classificação. São João de Ver e União de Lamas estão separados por dois pontos e o Estádio Comendador Henrique Amorim irá engalanar-se para acolher o tira teimas. Em casa, a formação de Ricardo Nascimento tem sido avassaladora com um registo 100% vitorioso mas recebe uma equipa com sede de vitórias e que é, pelo menos em teoria, a mais forte candidata à subida. Um duelo de gigantes com a subida em mente!

À espreita estará uma Ovarense que tem um jogo teoricamente acessível. É verdade que o Gafanha tem vindo a crescer mas ainda assim, fora de portas, não soma qualquer vitória!

3 de Janeiro de 2020
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas