Antevisão e análise ao Campeonato Grande Hotel de Luso por João Tiago Araújo

A jornada
O passado fim de semana, que nos oferecia jogos entre os primeiros oito classificados, trouxe ainda mais equilíbrio para o grupo da frente do Campeonato Grande Hotel de Luso, deixando o topo da tabela ao rubro, com as sete primeiras equipas separadas por apenas dois pontos.

Já não há equipas invictas na prova. O Travassô caiu na deslocação ao reduto do Mozelos e perdeu essa condição, apesar de se manter como líder isolado. Os comandados de Augusto Costa rubricaram uma exibição bastante segura e colaram-se ao grupo da frente, confirmando a ideia de que muito dificilmente voltarão a ser surpreendidos no Municipal de Mozelos – como o foram há duas semanas.

O líder perdeu, mas os perseguidores não conseguiram saltar para o primeiro lugar. O Beira-Ria perdeu em casa pela primeira vez, depois de arriscar no 5x4 quando o jogo estava empatado e de ver Adão Oliveira roubar a primeira bola de ataque e fazer o golo do triunfo da CP Esgueira (3-2). A PARC, por sua vez, também falhou o assalto à liderança, ao ser derrotada em casa (1-3) por uma Juventude de Fiães em crescendo e a acertar agulhas depois do arranque menos conseguido. Num jogo que teve um grande golo do jovem Diogo Coutinho, num lance individual, Fabinho bisou para os forasteiros e Carlitos foi também figura, com três participações nos golos fianenses.

Nos outros campos, realce para o empate a 5 golos entre ARCA e Cucujães e para os jogos entre equipas em situação mais delicada na tabela classificativa. O Arouca foi à Gafanha somar mais uma importante vitória fora de portas, ao passo que o Telhadela foi um dos vencedores da jornada, ao conseguir a sua primeira vitória na prova. Em casa, a formação orientada por Joel Santos teve muito coração e foi buscar o triunfo numa altura em que o Arrifanense arriscava no 5 contra 4, somando os primeiros pontos e deixando o último lugar da tabela.

O destaque
Na jornada que rendeu menos golos (40) na atual edição do Campeonato Grande Hotel de Luso, o destaque tem que ir para o jogo que contribuiu com um quarto dos golos que se marcaram no último fim de semana. O ARCA-Cucujães teve praticamente de tudo: foi um jogo sempre muito disputado – bastante quentinho até, com alguma polémica à mistura –, com dois 'hat-tricks' (de Tiago Mota e Jorge Amorim), com quatro expulsões e, por conseguinte, com golos em aproveitamento de superioridades numéricas. O último golo do jogo, apontado por João Oliveira, levou à divisão de pontos.

A antevisão
Perspetivando o próximo fim de semana, a jornada tem um dérbi de Águeda como desafio para o líder Travassô, na recepção a uma ARCA desfalcada dos seus dois melhores marcadores (Sérgio Novo e Luís Miguel Matos).

No entanto, a referência maior desta ronda recai, seguramente, na partida entre Cucujães e Beira-Ria, com os da casa a tentarem a primeira vitória diante do seu público e com os forasteiros vindos de dois desaires consecutivos – o que lhes retirou a liderança assumida nas quatro primeiras jornadas.

No fundo da tabela, há ainda um encontro entre Arrifanense e Barcouço, que pode definir novos rumos para qualquer uma das equipas, uma vez que se aproxima o final do primeiro terço do campeonato.

29 de Novembro de 2019
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas