Antevisão e análise à Divisão de Elite por José Alexandre Silva

A jornada
A terceira jornada trouxe para o topo da tabela, a par do Mansores, dois novos competidores, que alcançaram vitórias algo surpreendentes em campos habitualmente complicados para quem os visita. Falo, naturalmente, de Bustelo, vencedor na Mourisca do Vouga, e do Esmoriz, que ganhou em Estarreja. Apesar do empate em Castelo de Paiva, o Mansores teima em não deixar o primeiro lugar, agora a três, com sete pontos. Quem perdeu o comboio foi o Alba, que não conseguiu confirmar o favoritismo e perdeu em casa, ainda que sem ser uma verdadeira surpresa, com o Fiães.

Em sentido contrário, o Macieirense, ainda a sofrer das feridas de crescimento que o levaram à Elite, continua com zero pontos, enquanto Avanca, Oliveira do Bairro, Vista Alegre (com menos um jogo), Paivense e Mourisquense ainda não conseguiram vencer na prova.

O destaque
Mais do que qualquer equipa ou jogador, o destaque vai para a competitividade e para a enorme qualidade da Divisão de Elite da Associação de Futebol de Aveiro. Numa prova que se quer apreciada por quem realmente gosta de futebol, é importante que todos os jogos sejam de vencedor indefinido e que a linha de quem é realmente favorito seja ténue. Tudo para dizer que em oito jogos, as seis vitórias foram conseguidas por quem jogava na condição de visitante, tendo apenas Avanca e Paivense conseguido travar o ímpeto forasteiro.

A antevisão
A deslocação do Beira-Mar a Bustelo é claramente o jogo que mais se destaca, por vários motivos. O primeiro é o facto da equipa de Miguel Oliveira estar no primeiro lugar após uma vitória importante na Mourisca do Vouga. O segundo é que os aveirenses, com um jogo a menos, não quererão, de forma alguma, perder pontos e deixar que o fosso fique maior para os adversários diretos. Na época passada, os aurinegros de Cajó foram sempre superiores ao Bustelo, mas este ano a equipa da casa conta com Mário Costa na frente de ataque (com todas as histórias conhecidas), um trunfo a ter em conta. A receção do U. Lamas ao Alba é também um jogo a ter em conta. Com dois empates consecutivos, a formação lamacense é obrigada a ganhar contra um adversário que tem no contra-ataque a sua forma preferida de jogar.

4 de Outubro de 2018
Notícias Relacionadas
Jogadores
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas