Antevisão e análise à 1.ª Divisão Distrital por José Alexandre Silva

A 1.ª Divisão Distrital tem tudo praticamente resolvido. Na subida já nada há a dizer. Na manutenção o campeonato apresenta apenas uma dúvida, entre o Antes, com 36 pontos, e o JuveForce com 33, assumindo, em definitivo, que descem cinco equipas à 2.ª Divisão Distrital. As duas formações ganharam os seus confrontos, frente ao Arrifanense e ao Beira-Vouga respetivamente, e adiaram dessa forma a decisão. Uma palavra para o título do São Vicente Pereira, que, ao vencer em casa o Valecambrense, ratificou uma época de sonho.

O destaque
O destaque vai, naturalmente, para a vitória do Antes frente ao Arrifanense. Numa partida que teve sete golos, 4-3 para a equipa da casa, é importante perceber que os bairradinos, apesar de terem estado a ganhar por duas vezes, permitiram que o adversário chegasse aos 2-3, um resultado que nada interessava à equipa de Jorge Correia. Um golo de Jorginho, aos 71 minutos, e outro do inevitável Roberto, aos 90, permitiram uma reviravolta que pode ser fulcral para a manutenção.

A jornada
Nesta altura, só os jogos onde intervêm estas duas formações é que podem ter algum significado no contexto competitivo. Com três pontos de vantagem, o Antes tem tudo para carimbar a manutenção dada a próxima jornada, já que recebe o despromovido Beira-Vouga e o JuveForce vai à Mealhada.

Em termos desportivos, pela qualidade dos intervenientes, espera-se um bom jogo entre o Canedo, com uma segunda volta ímpar, e o São Vicente Pereira. Não importa tirar meças, o fundamental é que as duas equipas subiram e têm tempo para preparar a próxima época. Mas que se espera 90 minutos de bom futebol e de futebol de ataque, isso espera-se!

17 de Maio de 2019
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas