Antevisão e análise à 1.ª Divisão Distrital por José Alexandre Silva

A jornada
Esperava-se mais equilíbrio, pelo menos no resultado, no confronto entre o Cucujães e a Ovarense, mas a formação da casa, liderada por Hugo Gonçalves, não teve contemplações perante os "vareiros" e (con)venceu por três golos sem resposta, aumentando dessa forma a expetativa na luta pelo segundo lugar na competição.

Também com o mesmo resultado o Canedo bateu um Mealhada em queda, que nem a saída de Davide Dias do comando técnico consegue estancar. Com este resultado, a formação de José Neves aumentou a distância para o adversário, agora a quatro pontos, e mantém a pressão sobre Cucujães e Ovarense. Que grande trabalho do Canedo!

O destaque
Situado no meio de clubes com muito mais condições financeiras, o Paços de Brandão, um histórico, tem sempre dificuldades em segurar os jogadores que dão nas vistas e, depois, em recrutar talento. Daí que todos os anos vá promovendo atletas da formação e, à posteriori, fique com outros jogadores que saíram de clubes mais “poderosos”.

Daí que todos os anos seja uma luta para alcançar os objetivos. Esta época não é exceção, mas num campeonato cada vez mais competitivo, o trabalho de Kaká à frente da equipa brandoense tem sido de elogiar. No derradeiro jogo do campeonato, soube sofrer para dar a volta em casa do Famalicão, com os golos de Pedro Sá e Carvalho, este aos 86 minutos, a “recolherem” mais três pontos fundamentais na luta pela manutenção.

A antevisão
Não dá para escamotear a importância do jogo em Ovar, que irá opor a Ovarense ao São Vicente Pereira. Joga-se bem mais que três pontos. Está aqui em causa, também, o orgulho vareiro, ferido pelo desaire em Cucujães mas, sobretudo, pelas derrotas frente ao rival na primeira volta e para a Taça distrital. Um São Vicente Pereira personalizado e motivado pela estrondosa vitória de sábado passado, para a taça, frente ao Estarreja por 4-0, está confortável na liderança e vai jogar sem pressão.

Na luta pela manutenção chega-se ao último terço do campeonato com muita coisa por resolver mas também sem se saber quantas equipas descem. Neste sentido, os confrontos entre o Gafanha B e o Famalicão e a receção do Mosteirô FC ao Antes são fulcrais para a sobrevivência de todos os intervenientes.

8 de Março de 2019
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas