Antevisão e análise à 1.ª Divisão Distrital por José Alexandre

A jornada
Foi uma jornada atípica a 18.ª da 1.ª Divisão Distrital. Principalmente pelo número de goleadas e por, apenas num jogo, as duas equipas terem marcado golos, num 2-2 de muita qualidade entre a LAAC e o Alvarenga. Com tudo isto, as redes balançaram 28 vezes num domingo em que os primeiros três classificados mantiveram a cadência e o Valecambrense saiu favorecido do empate acima referido.

Com uma vitória pela margem mínima frente ao Macieirense, que deve ter dito adeus às hipóteses de regressar ao Campeonato SABSEG, o Argoncilhe está de regresso ao top 10 da competição, trocando de lugar com o surpreendente São Roque, que, apesar da goleada sofrida em casa com o Paços de Brandão, mantém uma margem confortável para os lugares de descida.

O destaque
É obrigatório que os seis golos sem resposta do Valecambrense à Geração RD estejam neste destaque. Não só pelo resultado substancial, mas porque mostram que a equipa orientada de forma superior pelo Nélson Canana quer ter uma palavra a dizer na luta pela subida, algo que, para mim, num plano teórico, seria impensável no início da época. Concluídas 18 jornadas, está no sexto lugar, a apenas três pontos do Alvarenga.

Um dérbi é sempre um dérbi, e em Calvão jogava-se um dos mais acérrimos, com a equipa da casa a receber o vizinho CRAC. Estava à espera de um jogo mais equilibrado, mas a jogar perante os seus adeptos, a equipa orientada por Raúl Garcia não teve contemplações e venceu os rivais por 3-0, aproximando-se do adversário na tabela classificativa. O Calvão continua em último, mas a apenas um ponto da CRAC e a três da ACRD Mosteirô, a primeira equipa acima da 'linha de água'.

A antevisão
A 19.ª jornada vai ser um teste duro para o Paços de Brandão, que recebe o Vista Alegre, tranquilo no segundo posto da classificação. Para os brandoenses o confronto reveste-se de maior importância, porque a LAAC, que está no quinto lugar, a seis pontos de distância, desloca-se, como favorita, ao campo da Geração RD já reforçada com o Diogo André, contratado ao Pampilhosa.

Em jeito de conclusão, chamo a atenção para a deslocação do Valecambrense ao sempre difícil terreno do vizinho Pinheirense e ao duelo na Parada de Cima entre o CRAC, com necessidade de pontos, e o São Roque, que, depois de um mau resultado, quer pontuar para se manter longe da confusão.

7 de Fevereiro de 2020
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas