Análise ao Campeonato SABSEG por Sérgio Oliveira

A jornada
O São João de Ver, nesta segunda volta, arrancou decidido rumo à conquista do Campeonato SABSEG e somou, no último domingo, a sexta vitória em seis jogos disputados. Nesta jornada, voltou a ter um novo teste ao seu estatuto e bateu o Avanca (1-0) com um golo de antologia de Alex Brandão. Quando ficam a faltar onze jornadas para o término da prova, o fosso para o segundo classificado aumentou para treze pontos, lugar que, como se sabe, está literalmente ao rubro.

A Ovarense esbarrou em Castelo de Paiva (1-0) e volta a estar a um ponto do União de Lamas, que venceu de forma categórica o Gafanha por 3-0. A derrota dos ‘vareiros’ acaba por surgir - como referi na antevisão - de forma algo natural face ao pragmatismo evidenciado pelo Paivense nas últimas jornadas, que é próprio de uma equipa que está seriamente comprometida em fugir aos lugares de descida.

Isso também acontece com o Carregosense, que conseguiu uma execelente vitória, em casa, frente ao Canedo, numa clara demonstração de evolução desde que Luís Miguel está ao leme da equipa. Com o empate do Estarreja e do Oliveira do Bairro, a tábua de salvação para o Cucujães, que perdeu na receção ao Bustelo por 1-2, está agora a nove pontos (se não descer nenhuma equipa do Campeonato de Portugal).

O que esta jornada essencialmente ditou é que a descida de divisão será, certamente, decidida entre estas três equipas - a par com o Gafanha e o Paivense - e será interessante perceber quais destas formações se mostrarão mais fortes no último terço do campeonato.

O destaque
Pese embora em situações díspares, Carregosense e Cesarense partilham o destaque da 23.ª jornada. As últimas semanas do Cesarense têm sido altamente promissoras, numa perspectiva de futuro, uma vez que a formação orientada por Nélson Pinho garantiu a manutenção, transitou para as meias-finais da Taça de Aveiro e está cada vez mais consolidada no top 5 do Campeonato SABSEG. À exceção da derrota frente ao São João de Ver, são já vários os jogos sem conhecer o sabor da derrota, sendo de destacar o resultado desta jornada, uma vitória francamente positiva no terreno do Fiães. Creio que, nesta fase, o desafio da conquista da Taça poderá ser mais tentador para o Cesarense, mas, independentemente do seu desfecho, é caso para dizer que o percurso superou todas as expectativas face às inúmeras dificuldades na construção do plantel, no início da época.

A subida de rendimento do Carregosense, que está refletida na pontuação, não pode ser ignorada. Assim como não podemos ignorar o impacto que Luís Miguel teve, sobretudo, na forma como “comprou” a mentalidade competitiva dos seus rapazes.

Embora a equipa ainda se encontre numa posição de risco, a importante vitória frente ao Canedo dá confiança para o que resta da temporada, uma vez que depois da entrada de Luís Miguel ela tem estado sempre nos lugares de cima da luta pela manutenção. É caso para dizer que a mudança de treinador fez bem à formação de Oliveira de Azeméis.

NOTA
O alarmismo mundial que tem sido suscitado pela forte propagação da Covid-19 tem originado diversos adiamentos e cancelamentos de eventos desportivos. As recomendações da DGS são para ter em conta mais do que nunca. Aproveito para apelar, neste contexto tão complexo e delicado, a todos os clubes, sem exceção, independentemente da classificação, que preservem e resguardem os seus atletas de qualquer tipo de treino. 

13 de Março de 2020
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas