Adolfo Parra quer um Gafanha protagonista no Campeonato SABSEG

Adolfo Parra chega a Portugal com o objetivo de estabilizar o Gafanha no Campeonato SABSEG. O treinador venezuelano, fã de equipas capazes de adotar um estilo de jogo versátil, sabe que a época será exigente, mas espera uma resposta positiva por parte dos seus jogadores.

Depois de experiências nos venezuelanos do Deportivo Tachira, no qual chegou a orientar a equipa principal em três partidas, nos equatorianos do Club Sport Norte América, nos croatas do NK Istra e nos espanhóis do Real Ávila, as duas últimas como adjunto, o treinador procura ajudar o Gafanha a dar a volta a um momento delicado.

“Encontrámos uma equipa com muitos problemas, por tudo aquilo que se passou na época anterior. O nosso objetivo é poder estabilizá-la”, assume Adolfo Parra, que terá de construir uma equipa praticamente de raiz. “Vamos ter muitos jogadores estrangeiros, porque o mercado nacional foi muito difícil. São jovens com muito potencial e qualidade. Vamos encarar a época jogo a jogo”.

Segundo o treinador, “não é segredo que o distrito de Aveiro é dos mais difíceis” no que ao futebol diz respeito, ele que continua a reunir informações sobre os adversários. “Vi o São João de Ver, o Bustelo, o União de Lamas e o jogo entre o Alba e o Avanca. São equipas que têm um estilo muito físico e jogadores com muita experiência. Esperamos poder dar uma boa resposta”.

Isso implica montar “uma equipa organizada, protagonista com bola e que saiba defender sem ela”, explica Adolfo Parra, que pretende que os seus jogadores sejam capazes de “misturar estilos, dependendo do rival”, para que a estratégia não seja previsível e, desse modo, fácil de anular.

Fotografia
Direitos Reservados

10 de Setembro de 2019
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Equipas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas