“Queremos colocar a Ovarense no lugar que merece”
Há um histórico na 2.ª Divisão Distrital a sprintar pelo regresso ao Campeonato Safina. Depois de um arranque turbulento, marcado por duas derrotas e um empate nas primeiras cinco jornadas, a Ovarense entrou nos eixos e já leva cinco jogos seguidos sempre a ganhar. A última vitória, frente ao Macieira de Cambra (5-1), colou os “vareiros” à liderança, mas o goleador Tigas quer mais.

Já chegou a estar a nove pontos do topo da classificação, depois de perder, na sexta jornada, na casa do S. Vicente Pereira por 3-2, mas, de lá para cá, foi sempre a somar para os de Ovar. Uma série de cinco triunfos seguidos permitiu aos alvinegros atingir o topo da Série B, juntamente com o rival do concelho e o Macieirense, algo que Tigas valoriza.

“Estamos a aumentar os níveis de confiança, que é o mais importante. Temos um grande plantel e as coisas estão a começar a sair”, diz o avançado, o artilheiro da equipa neste início de temporada, com dez golos em todas as provas.


Na última jornada, frente ao Macieira de Cambra, apontou “dois golos bonitos”, importantes na retoma da equipa, que só tem um pensamento: “Queremos colocar a Ovarense no lugar que merece”.

Isso implica, desde já, regressar ao Campeonato Safina. “Não nos passa outra coisa pela cabeça”, sublinha, até porque o jovem, de 22 anos, acredita fazer parte do “melhor plantel do campeonato”, ainda para mais num “clube histórico e com carisma”.

O bom momento atual abafa um arranque aos tropeções, com muitos pontos perdidos. “A folga depois da segunda jornada”, após “duas vitórias, uma para o campeonato e outra para a Taça, muito bem conseguidas”, veio “quebrar um bocadinho” o andamento da equipa, acredita Tigas, que também aponta a alguma falta de sorte no momento de finalizar: “Também era uma fase em que criávamos muito mas falhávamos. Agora, estamos a concretizar”.

Coração falou mais alto
Com uma dezena de tentos apontados até ao momento, Tiago Cruz, Tigas dentro das quatro linhas, diz não ter metas de golos definidas. “Quantos mais puder fazer, melhor”, atira, ele que, na época passada, foi um dos melhores marcadores do Avanca no principal escalão de Aveiro, com oito remates certeiros.

Apesar desse estatuto, decidiu, esta época, mudar de ares e aceitar o convite dos “vareiros”. “Tinha o desejo de representar a Ovarense”, um sentimento tão forte que o fez baixar na hierarquia competitiva do distrito. No segundo escalão de Aveiro, encontrou “um campeonato um bocado diferente, muito aguerrido e complicado”, nada que o deixe arrependido da escolha feita.

Série B ao rubro
A goleada da Ovarense ao Macieira de Cambra (5-1) deixou-a empatada no primeiro lugar com Macieirense, que ganhou ao Arrifanense (2-1), e S. Vicente Pereira, que empatou com o Mosteirô FC (1-1), quarto classificado da Série B, a apenas três pontos da liderança.

Na Série A, o Mansores segurou o primeiro posto graças ao triunfo, por 3-1, diante do Caldas S. Jorge. Nélson, que bisou, e Toninho fizeram os tentos dos arouquenses. Na sua perseguição segue o Canedo, que sofreu para levar de vencida a Escola de Futebol Rui Dolores. Fernando Jorge, de penálti, já perto do final, fez o único golo do jogo.

Quanto ao Vista Alegre, continua a dominar a Série C. Frente ao Rocas do Vouga, nova vitória folgada, desta feita por 4-0. Logo a seguir surge o Fermentelos, que bateu o Pessegueirense com dois golos sem resposta. Rafa, de penálti, e Neves marcaram para os Leões da Pateira.

Já na Série D, o Famalicão segue firme na liderança, após o triunfo, por 3-1, diante do Antes. Xano Cardeira, Cláudio Mestre e Daniel Pereira foram os homens-golo do Atlético, que mantém os seis pontos de avanço sobre o Carqueijo, que derrotou o CRAC por 4-3.

Fotografia
Direitos Reservados
30 de Novembro de 2016
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas