"Com estas duas vitórias, ficamos mais confiantes"

No campeonato onde tudo é possível, no qual “qualquer equipa pode ganhar em qualquer campo”, pouca coisa pode ser encarada como uma autêntica surpresa. Nem quando o líder cai na casa emprestada de um recém-promovido. É assim a 2.ª Liga, e foi isso que aconteceu ao Académico de Viseu diante da Oliveirense (2-1), que vai na segunda vitória seguida no campeonato e já aponta à estreia na fase de grupos da Taça da Liga CTT, amanhã, diante do Moreirense (16 horas, Estádio Municipal de Aveiro). “Vamos fazer tudo para ganhar”, garante Gabi.

No acerto do calendário, a União dificilmente poderia ter pedido um melhor arranque. João Amorim e Mathaus marcaram cedo, e colocaram o líder Académico de Viseu em cheque. “Nos primeiros 25 minutos, apresentámos boa qualidade de jogo, e conseguimos chegar aos dois golos de vantagem”, resumiu Gabi, que elogia a capacidade da equipa para “suster o ímpeto” academista, que reagiu forte à desvantagem.

“O Viseu tem os seus atributos e tentou forçar tudo para chegar à nossa baliza”, ao ponto de ter reduzido de pronto, por Lucas. A Oliveirense não tremeu, nem quando, “na segunda parte, eles optaram por um jogo mais direto”. “De uma forma geral, não nos criaram grande perigo”, o que leva Gabi a falar numa “vitória justa, pela nossa transpiração”.

Em crescendo de forma no campeonato, a União já vai na segunda vitória consecutiva, isto depois de seis jogos consecutivos sem ganhar no campeonato e da queda na Taça de Portugal Placard, às custas do Vila Real, que milita nos distritais. “Vínhamos de uma série negativa mas, com estas duas vitórias, ficamos mais confiantes, e podemos assentar melhor as ideias do treinador”, acredita o médio, de 36 anos, que ganhou um lugar no onze após a lesão de Filipe Gonçalves.

“O Filipe é um grande jogador e uma pessoa que aprecio muito, mas o futebol é assim. Agora estou eu a jogar, mas o importante é que todos trabalhamos para jogar”, explica Gabi, que já olha para o jogo de amanhã, contra o Moreirense, a contar para o Grupo C da Taça da Liga CTT: “Vamos dar o nosso melhor. Está tudo em aberto, e vai ser uma luta até ao fim. Vamos fazer tudo para ganhar. O adversário é de outro nível, mas temos que pensar em nós e no que temos que melhorar para encararmos o jogo de cabeça erguida”.

Fotografia
União Desportiva Oliveirense

9 de Outubro de 2017
Rui Santos
[email protected]
Notícias Relacionadas
Categorias
Tags
Twitter
Facebook
Notícias Mais Lidas